Home > Família em férias > Paris com as crianças: também é uma festa!
9 de junho de 2016

Paris com as crianças: também é uma festa!

Quais os melhores passeios em Paris para quem viaja com a família? Da Torre Eiffel ao passeio nos Bateaux Mouche, dos carrosséis aos piqueniques, da caça à Monalisa a… Descubra mais programas divertidos!

A primeira coisa que você deve ter em mente é: “Sempre teremos Paris”.
Assim, dessa vez, viajando com seus filhos, você não deve se importar de deixar o romance em segundo plano… Aproveite para conhecer uma Paris, digamos, mais leve e divertida. Selecionei alguns programas bacanas para fazer com as crianças em Paris. Daqueles que mostram a da beleza da Cidade Luz, revelam um pouco da cultura francesa, do jeito parisiense de viver e aproveitar a vida… Mas que também são essencialmente divertidos. Sim, você vai ter de fazer alguns passeios bem clássicos como subir na Torre Eiffel. Mas, convenhamos, já era hora de ser um pouquinho turista! Allons?
Voilá:

Torre Eiffel em Paris
Torre Eiffel: programa obrigatório com as crianças em Paris iStock/Imgorthand

1. Reconhecer Paris… de bicicleta
É sempre bom, logo de cara, dar uma volta na cidade para sentir como ela é. E uma maneira gostosa de fazer isso é com as bicicletas da Vélib. Esse sistema de aluguel de bicicletas cresceu muito e tem 1.800 estações pela cidade – você pega a bicicleta em qualquer uma delas e devolve em outra. Aproveite para passear pelas ciclovias ao longo do Sena. Ou embarque em um dos passeios guiados para descobrir recantos de Paris.

paris-com-as-crianças
Paris de bicicleta: passeio imperdível com as crianças iStock/Delpixart

2. Subir a Tour Eiffel
E de pensar que esse símbolo da cidade de Paris já foi execrado pelos parisienses no passado! Quando foi construída, em 1889, para comemorar o centenário da Revolução Francesa, a Torre Eiffel ganhou mais críticas do que elogios, mesmo sendo uma construção temporária. Mas como os franceses são muito práticos e ela ajudava a melhorar o sinal de rádio da cidade, acostumaram-se a vê-la no horizonte. Hoje, ela ganha iluminação especial e pode ser visitada em três pisos. No primeiro, há um restaurante e um pequeno museu sobre a própria torre. É ali também que as crianças podem pegar seu libreto para uma espécie de caça-respostas. Nos dois outros pisos, há plataformas de observação (uma a 115 metros de altura e outra a 324 metros). No segundo, fica o estrelado restaurante Jules Verne e, no topo, um bar.
Ingressos: 17 euros (adultos), 14 euros (12-24 anos)
Horário: 9h30 às 23h

torre-eiffel-paris-com-as-crianças
Cartão postal de Paris: a Torre Eiffel cativa as crianças iStock/gbarm
to-go-blog-familia-em-ferias-paris-com-as-crianças
De onde se olha em Paris está a Torre Eiffel! iStock/vladsogodel

3. Procurar os carrosséis da cidade
Uma das tradições da cidade são os carrosséis. Um mais lindinho que o outro, um mais diferente que o outro. Combine com as crianças quando chegar na cidade de marcar quem vê primeiro um carrossel! E, claro, vale dar uma voltinha neles quando encontrar. Pistas: perto da Torre Eiffel tem dois (no Trocadero e outro bem em frente à Torre). Também há no Hotel de Ville, nas Tuilleries, no Jardin de Plantes, no Jardim de Luxemburgo, em Montmartre… Na época das festas, então, Paris recebe mais de 20 carrosséis e ganha uma vantagem: todos ficam de graça.

carrosseis-paris-com-as-crianças
Carrosséis de Paris: vamos à procura? iStock/Flory

4. Passear de barco no Sena
Andar nos bateaux mouche ou nos bateaux parisiens é quase um clichê. Mas vale cada centavo de euro. Navegar entre os prédios mais bonitos de Paris, da Conciergerie ao Museu D’Orsay, ver a Catedral de Notre Dame se aproximando de costas, passar por baixo das velhas pontes ainda que seja a Pont Neuf, acompanhar as pessoas andando nas margens… é sempre um prazer.
Ingressos: 13 euros
Horário: 10h às 22h

barco-sena-paris-com-as-crianças
Passeio de bateau mouche no Sena: a criançada adora iStock/Oliver Malms

5. … ou passear nos canais de Saint Martin
Um bom complemento são os barquinhos dos canais de Paris. O de Saint Martin, bem estreitinho, passa praticamente embaixo de árvores centenárias. Faz o trajeto Bassin de La Villete ao Port de l’Arsenal ou vice-versa, em duas horas e meia. Além de mostrar a Paris dos parisienses, tem eclusas quando o rio tem desníveis! É muito interessante para a criançada aprender como funciona.
Ingressos: 13 euros
Horário: saídas às 9h30 e às 14h30

barco-saint-martin-paris-com-as-crianças
Passeio de barco nos canais de Saint Martin: para iniciados iStock/joel-t

6. Fazer um piquenique 
Sair de manhã, parar em uma boulangerie, se encantar e demorar a escolher os croissants, as madeleines, as baguettes, os pães de chocolate e outras delícias crocantes para um piquenique matinal. Se houver uma feira livre no caminho, aproveite para comprar algumas frutas do bosque frescas. Morangos, framboesas, amoras, mirtilos… (A feira da Mouffetard, La Mouffe, é uma das mais tradicionais). Vale na sequência, procurar uma fromagerie e descobrir todas as possibilidades de queijos que há, comprar alguns, frescos, temperados, pedir para espiar a cave onde eles são curtidos… hummm. Na própria Rue de Mouffetard tem uma ótima casa, a Androuet. O próximo passo é comprar um vinho nacional para vocês e um suco de uva para as crianças. E aí é escolher um dos parques da capital da França e aproveitar a doce vida como um verdadeiro francês.

piquenique-sena-paris-com-as-crianças
Piquenique na margem do Rio Sena: clássico para toda a família iStock/Ivan Bastien
piquenique-paris-com-as-crianças
Nem sempre é proibido pisar na grama em Paris, sabia? iStock/ErikaMitchell

7. Caçar a Monalisa no Louvre
O maior museu do mundo mereceria pelo menos três dias de visita. Mas as crianças não aguentam nem três horas. Com isso, se não tiver um passe de museus, o melhor a fazer é ir depois das três da tarde e aproveitar o desconto. Uma vez lá, a tarefa é achar a Monalisa. Mas não vale correr! No caminho, vá falando sobre as importantes peças. Vale um destaque para a imponência da Vitória de Samotrácia.
Ingresso: 15 euros (adultos), gratuito (até 18 anos)
Horário: 9h às 18h

louvre-paris-com-as-crianças
Louvre: visita curta para ver as principais obras e as crianças não cansarem iStock/LUke1138

8. Fazer arte no Musée D’Orsay
Todo primeiro domingo do mês, as crianças podem fazer uma visita guiada pelo museu e depois passar uma hora no ateliê pintando. Este museu construído em uma antiga estação de trem reúne algumas das principais obras impressionistas e expressionistas – como o Circo, de Seurat; o Dejéneur sur l’Herbe, de Monet; A aula de dança, de Degas; L’église d’Auvers-sur-Ois, de Van Gogh; Les joueurs de cartes, de Cézanne, entre outras.
Ingresso: 12 euros (adultos), gratuito (até 18 anos)
Horário: 9h30 às 18h

Musée D'Orsay-paris-com-as-crianças
Musée D’Orsay, em Paris: aulas de arte para crianças iStock/AndreyKrav

9. Ouvir as Quatro Estações de Vivaldi na Sainte Chapelle
Com seus 1113 vitrais coloridos retratando cenas do Antigo e do Novo Testamento, a Sainte Chapelle é uma das mais belas capelas do mundo. De manhã ou à tarde, quando os raios atravessam os vidros o espetáculo fica maior. Leve as crianças – se elas estiverem habituadas a este tipo de programa – para ouvir um dos recitais que acontecem ali. O mais leve e corriqueiro é As Quatro Estações, de Vivaldi. Mas há espetáculos com músicas de Mozart, Berlioz, Albinoni, entre outros.
Ingresso: 10 euros (adultos), gratuito (crianças)
Horário: 9h às 12h45 e 14h30 às 17h

Sainte-Chapelle-paris-com-as-crianças
Sainte Chapelle: os mais belos vitrais do mundo iStock/vichie81

10. Correr nos jardins do Museu Rodin
Este é um museu com acervo pequeno, porém essencial. Além de ter O Pensador, o Beijo e o Inferno de Dante, exibe outras esculturas expressivas do maior escultor francês (bom, você sempre pode contar que a aluna dileta dele, Camile Claudel o ajudava a moldar os pés e as mãos de suas figuras). Se as crianças não gostarem das obras – eu duvido -, vão adorar correr no belíssimo jardim.
Ingresso: 11,30 euros (adultos), gratuito (até 18 anos)
Horário: 10 às 17h45

museu-rodin-paris-com-as-crianças
Os jardins do Museu Rodin: as crianças se esbaldam iStock/Gim42

11. Fazer um retrato na Place Du Tertre
Bom, hoje, a praça mais famosa de Montmartre está longe de ser o berço da arte do mundo. Mas voltar ao lugar onde Renoir, Lautrec, Van Gogh, Picasso, entre outros, pintavam e inovavam é arrepiante. As crianças não vão entender isso, mas tudo bem, elas podem ver inúmeros pintores fazendo retratos e até experimentar ver o seu nascer. Uma ideia é antes de ir comprar papel canton e lápis aquarelados e deixá-las desenhar a Basílica de Sacré-Coeur.

Place-Tertre-souvenir-paris-com-as-crianças
Retrato na Place Du Tertre: souvenir de Paris para toda a família iStock/joyt

12. Brincar em parques de diversão
Pertinho de Paris há pelo menos três parques de diversão que seus filhos vão amar. Primeiro, claro, há a Disneyland Paris, leia mais sobre ela nesta outra reportagem aqui. Depois, há o delicioso parque do Asterix – e, cá entre nós, vale muito a pena comprar alguns livros ou até assistir o filme com Gerard Depardieu antes de viajar, pois as personagens estarão lá e são muito, muito divertidas. É um parque bem completo com inúmeras atrações, inclusive montanhas-russas. Fica a 35 quilômetros ao norte de Paris. Por último, há o Playmobil-FunPark, em Val de Marne, nos arredores de Paris, que nada mais é do que uma sala de jogos gigantesca com todos – absolutamente todos – os jogos da marca e, além disso, tem algumas instalações gigantes com os temas mais queridos: piratas, castelos, arena romana, zoológico…

disneyland-paris-com-as-crianças
Disneyland Paris: um pouco de diversão para as crianças iStock/aureliefrance
hotel-na-disneyland-paris-com-as-crianças
Escapada para a Disneyland Paris: obrigatório quando se viaja com as crianças iStock/luisrsphoto

13. Remar ou andar de pônei no Bois de Boulogne
O bosque tem duas vezes e meia o tamanho do Central Park em Nova York. Isso quer dizer que você precisa escolher um pedaço para visitar. Ao sul, há aluguel de barcos a remo por hora. E um belíssimo restaurante aberto para aproveitar os dias bonitos, o Chalet de Îles, que, como diz o nome, fica em uma ilhazinha do lago. Mas a parte do bosque mais visitada por famílias é o Jardin d’acclimatation, na parte norte. É um parque natural cujo objetivo é mesmo entreter. Ali tem passeios de pônei e de dromedário, passeio de trenzinho, passeio de barco por um mini-canal (Riviera Encantada), inúmeros brinquedos para a criançada – inclusive daqueles para se molhar!-, teatro de marionetes… Há uma entrada de 3 euros e cada atração tem um custo à parte – mas há pacotes promocionais (carnês).
Horário: 10h às 18h

bois-de-boulogne-paris-com-as-crianças
Remar ou andar de pônei no Bois de Boulogne iStock/Eugene-1976

14. Subir no Arco do Triunfo
Se a criançada gostou da Torre Eiffel, pode também gostar de subir ao topo deste outro ícone de Paris. Idealizado por Napoleão Bonaparte, ele fica no miolo da Avenida Champs-Elysées desde 1836. Seu terraço tem uma das mais belas vistas de Paris.
Ingresso: 12 euros (adultos), gratuito (menores de 26 anos)
Horário: 10h às 22h30

arco-do-triunfo-paris-com-as-crianças
Ver Paris do alto do Arco do Triunfo iStock/leminuit

15. Conhecer a evolução do mundo
A Grande Galeria da Evolução é um lugar em que as crianças podem ver mais de 7 mil espécies de animais. Do rinoceronte de Luís XV, empalhado há mais de 200 anos, a animais extintos ou em extinção. Há uma área especial para as crianças menores que traz diversas atividades e réplicas de três ecossistemas diferentes – um deles é uma floresta tropical brasileira, habitada por caiapós.
Ingresso: 11 euros (exposição principal e galeria das crianças)
Horário: 10h às 18h

16. Ver Paris de um balão
Estamos na terra de Julio Verne, vamos lembrar. Assim, que tal fazer um passeio diferente e ver Paris de cima? O Ballon de Air de Paris, que serve para medir a qualidade do ar da cidade, levará sua família a mais de 150 metros de altura. É muito seguro, pois o balão fica amarrado ao solo, e tem uma tela de proteção. Além disso, não decola nos dias de muita chuva ou vento. Você pode encontrá-lo no parque André Citroén.
Horário: desde 9h
Ingresso: 12 euros (adultos), 6 euros (crianças)

balão-paris-com-as-crianças
O balão de Paris: Julio Verne aprovaria? wikipedia

17. Passar mais uma semana só no parque La Villette
Esse parque lá no fim de Paris é uma das maiores e melhores áreas de lazer da cidade. E mistura diversão com aprendizagem. Tem um Museu da Música, com a história dos instrumentos musicais e um conservatório. Tem uma arena de Concertos com 6000 lugares, Le Zénith. Tem o Tarmac, teatro onde se apresentam companhias d dança. Tem o Hall de la Chanson, dedicado somente a canções francesas. Tem La Geóde (na foto), um cinema IMAX dentro de um domo. Tem cinema ao ar livre no verão. E ainda: um centre equestre, a filarmônica de Paris, um espaço para festivais e muito mais. Mas o principal aqui é a Cité des Sciences – um prédio gigante que reúne exposições interativas sobre som, corpo, planetas, espaço, design… Para completar ainda há um parque enorme onde um submarino real está aberto a visitação. Detalhe: você pode chegar lá de barquinho pelo canal de St Martin.

parque-La-Villette-paris-com-as-crianças
Parque La Villette iStock/PLAINVIEW

18. Tentar falar francês!
Importante: os franceses gostam muito quando você se esforça para se comunicar em francês, então, não deixe de ensinar a seus filhos as palavras básicas como merci (obrigada), ça va? (como está você), excusez moi (com licença), pardon (desculpe), pas de quoi ou de rien (de nada). Ensine-os a, sempre que entrarem em um lugar, cumprimentarem em voz alta: bon jour (bom dia), bon soir (boa tarde).

dica to go travel

Com o PARIS MUSEUM PASS você pode visitar mais de 60 museus – Louvre, D’Orsay, Pompidou – e atrações (Versalhes, Sainte Chapelle, Arco do Triunfo) pagando um valor determinado. Há opções de dois (48 euros), quatro (62 euros) e seis dias corridos (74 euros).

Passagens aéreas para Paris

 

Hotéis em Paris 

Bettina Monteiro
Bettina Monteiro

Jornalista, começou a carreira descobrindo o Brasil para os Guias Quatro Rodas e participou da criação das revistas Viagem e Turismo e Próxima Viagem, e do portal ViajeAqui, da Abril Mídia. Há 12 anos, desde que nasceu sua filha Lulu, não há cidade, resort, parque ou cruzeiro que escape à sua dedicação em encontrar experiências perfeitas para viagens em família.