Home > Família em férias > Melhores destinos para viajar com bebês
10 de agosto de 2017

Melhores destinos para viajar com bebês

Quais os destinos mais amigáveis para quem viaja com menores de 2 anos – e as dicas para as mães de primeira viagem 😉

viajar-com-bebes-to-go-blogs-familia-em-ferias
Viagem com bebês: sim, é possível e muito divertido! Imagem: pexels_Amanda Reed

Quais são os melhores destinos para viajar com bebês? Já respondo. Primeiro o balde de água fria:

Para as crianças menores de dois anos – as mesmas que não pagam diária de hotel e custam apenas 10{aa3c8527de3d62253a40ea15abb5047d59c83c492de6463e592046c2f1901eb3} na parte aérea -, não existe lugar como o lar, doce lar. A célebre frase de Dorothy em O Mágico de Oz é uma espécie de máxima apreciada por pediatras e psicólogos. Magdalena Ramos, autora do livro E agora o que fazer? A difícil arte de criar os filhos, é categórica: “Quanto menos seu filho viajar nessa fase melhor para o desenvolvimento dele”. Férias muito prolongadas – em novos lugares, diga-se – podem deixar seu filho exaurido. “Ele pode até tolerar mudanças radicais, mas isso trará conseqüências como irritabilidade, insônia, inapetência, dores de barriga…”, ela completa.

E isso quer dizer que você deve voltar sua malinha no armário? Não, evidente. Mas quer dizer que você precisará distorcer um pouco a sua noção de paraíso para que seu bebê caiba nela. Assim, o cuidado começa na hora de escolher o destino e – o principal – a hospedagem. Um hotel preparado para receber os pequenos é sempre melhor do que outro. Copas com fogareiros ou microondas, banheirinhas, berços, poltronas de amamentar, garrafas-térmicas com água quente para mamadeiras, serviço de baby-sitter, telas de proteção de berço são alguns dos detalhes que farão toda a diferença na sua estada.

Assim, se uma pousada disser “não aceitamos crianças” não insista. Procure outra mais preparada para atender você e seu bebê. Não existe nada melhor em uma viagem do que ser atendido com toda a delicadeza do mundo. O lugar pode até não ser o mais confortável, mas precisa necessariamente ser amigável, kids friendly.

to-go-blogs-familia-em-ferias-primeira-viagem-das-crianças
Dica para viajar com bebês: leve o carrinho!

Vale atentar para detalhes práticos: “Procure manter a rotina do bebê o máximo possível – do sono à alimentação”, recomenda a psicóloga Magdalena Ramos. Também é bom evitar multidões e lugares distantes. Viagens muito compridas pedem olho vivo – repare se seu filho ainda está se divertindo ou se já está mostrando sinais de irritabilidade. Objetos transacionais (aquelas bonequinhas de estimação) são indispensáveis para a criança se sentir acolhida. “E dê muita atenção. Você é seu herói e a melhor companhia”, frisa a psicóloga.

Algumas dicas práticas para você que viaja com bebês:

1) DOCUMENTOS DE VIAGEM PARA BEBÊS
Em viagens nacionais, bebês precisam da carteira de identidade ou da certidão de nascimento acompanhada de carteirinha com fotografia. Isso se estiverem na companhia de um dos pais, avós ou irmãos maiores. Para viajar com outras pessoas, precisam da autorização datada dos pais – os cartórios têm modelos.

2) NA BAGAGEM DOS BEBÊS
Bebês sujam pelo menos duas mudas de roupa por dia – isso se não houver imprevistos. Tenha isso em mente quando preparar as malas. Se não quiser enfrentar lavanderias, o ideal é fazer a conta para sobrar pelo menos quatro mudas limpas. Não deixe faltar chapéus. E muitas fraldas próprias para a entrada na piscina.

viajar-com-bebes-to-go-blogs-familia-em-ferias
Shutterstock_David Tadevosian

3) MELHOR HOSPEDAGEM PARA BEBÊS
Um hotel preparado para receber pequenos é melhor do que qualquer outro – da programação que ele oferece às condições de segurança (janelas que não abrem, por exemplo, ou ausência de escadas). Assim, se uma pousada disser “não aceitamos crianças” procure outra que as acolha com carinho.

4) ALIMENTAÇÃO IDEAL PARA BEBÊS
Na medida do possível, a alimentação dos pequenos deve se manter igual à habitual – seja no tipo de alimentos seja no horário das refeições. Certifique-se que o hotel tenha cardápio próprio para esta faixa etária e garanta o bem-estar do bebê com um pequeno estoque de papinhas e frutinhas industrializadas. Água sempre potável – por isso evite os sucos que você não vê a preparação. Água de coco é indicada por dez entre dez pediatras. Aproveite e dê muita.

5) A SAÚDE DO BEBÊ DURANTE A VIAGEM
Contrate um seguro temporário antes de sair. E tenha uma boa conversa com o pediatra. Para recomendações como: escovar os dentes com água potável para evitar a “diarréia do viajante”. E para compor os itens de uma frasqueira básica – remédios para enjoo, termômetro e anti-térmico são providenciais. Precaução extra: reconhecer o território. Saber aonde encontrar um hospital ou médico de plantão mais próximo é uma tranquilidade com pequenos por perto. De que adianta um ótimo plano de saúde se não houver clínicas boas na cidade?

viajar-com-bebes-to-go-blogs-familia-em-ferias
www.togotravel.com.br

6) FUGINDO DOS MOSQUITOS
Praias desertas e crianças não combinam. Pense em seu filho com uma reação alérgica e mude o destino. Mas como sempre há um pernilongo por aí converse com o pediatra. Algumas doses de vitamina antes da viagem podem ajudar a combater o problema. Repelentes nem sempre fazem os bichos baterem em retirada. Há desde anti-alérgicos para os recém-nascidos até poderosos à base de permetrina (Kwell, por exemplo). Velas de citronela nos ambientes ajudam um pouco bem como as telas nas janelas e os mosquiteiros nos berços.

7) TELEFONES ÚTEIS
Tenha sempre à mão: os números dos parentes mais próximos, os do pediatra, o do plano de saúde, o da seguradora do carro, de uma assistência mecânica 24 horas e os dos hotéis.

8) NO AVIÃO COM BEBÊS
Um bebê de até dois anos no colo do acompanhante paga de zero a 10 {aa3c8527de3d62253a40ea15abb5047d59c83c492de6463e592046c2f1901eb3} do valor facial da passagem. Se ocupar assento próprio, em uma cadeirinha especial, por exemplo, paga como uma criança de 2 a 11 anos: de 60 a 75{aa3c8527de3d62253a40ea15abb5047d59c83c492de6463e592046c2f1901eb3} da passagem – ou integral, dependendo da companhia aérea. Crianças gostam de espaço e, convenhamos, não há muito na aeronave. A tendência é pedir os assentos na primeira fila – a mais espaçosa. Mas cuidado: em geral, ela tem os braços entre os assentos fixos e seu filho em algum momento vai querer deitar no seu colo. Cheque. Se estiver viajando com um bebê de até seis meses, solicite um berço na reserva. Funciona como um moisés preso a um suporte fixo na parede, em frente à sua poltrona, na primeira fila. Quanto à alimentação, há de papinhas a hambúrgueres para os pequenos. Mas estas refeições especiais devem ser solicitadas na marcação dos assentos, antes da viagem. Leve de casa as mamadeiras para os bebês – você pode esquentá-las a bordo. Para lidar com a diferença de pressão na decolagem e na aterrissagem, dê a chupeta ou a mamadeira com água. Antes de marcar o voo, pergunte qual aeronave da rota tem trocador e, na hora da troca da fralda, ainda solicite a ajuda de uma comissária – o ambiente é estranho e apertadíssimo.

viajar-com-bebes-to-go-blogs-familia-em-ferias
Flickr_Christian Haugen

9) NO CARRO COM BEBÊS
O banco traseiro é o único local permitido para os pequenos. A posição ideal é a central. Cadeirinhas e bebês-confortos são imprescindíveis (até um ano, devem ser usados no sentido contrário do movimento). Esses equipamentos, obrigatórios desde 1997 pelo Código de Trânsito Brasileiro, reduzem em 70{aa3c8527de3d62253a40ea15abb5047d59c83c492de6463e592046c2f1901eb3} o risco de lesões em crianças envolvidas em acidentes, segundo dados do Insurance Institute for Highway Safety, que realiza testes sobre segurança no trânsito nos EUA. A eficiência depende diretamente da instalação correta. Presos ao banco pelo cinto, devem se mover, no máximo, dois centímetros para cada lado. Não deixe sacolas ou objetos soltos pelo veículo. Para ter uma ideia, um som portátil de dois quilos, deixado na tampa do porta-malas, se transformará em um bólido de 28 quilos no caso de uma batida a 100 quilômetros por hora. Os espaços nos pés das crianças podem ser usados desde que tudo fique firme e amarrado, e não escorregue para os pés do motorista.

10) PROTEÇÃO SOLAR DOS BEBÊS
Siga as instruções do pediatra de seu filho. Em geral, a recomendação é de filtros com fator de proteção 50 e sol só antes das 9h30 e depois das 16h30 – e atenção para o horário de verão. No litoral do nordeste, o fuso real é diferente do cronológico (na verdade deveria estar uma hora à frente). Atenção a isto.

Agora a sugestão de destinos para bebês!

1) PRAIAS PARA BEBÊS
Praias, especialmente as calminhas, são ideais para bebês. Prefira sempre as que tenham muita infraestrutura – hotéis, restaurantes, atendimento médico… No Litoral Norte de São Paulo, há ótimas opções como Riviera de São Lourenço, a Baleia, Barra do Sahy, Juquehy, Barra do Una e Toque Toque. Com baldinho e protetor são garantia de sucesso.

Veja mais indicações de praias nesta reportagem sobre as melhores praias para famílias.

2) TERMAS PARA BEBÊS
Piscinas de água quente, naturais, são outra ótima pedida para quem viaja com bebês. A estação mais tradicional é a cidade de Caldas Novas, Goiás. Com muitas opções de hospedagem, bem em conta. Ali pertinho está Rio Quente, que é quase sinônimo do Rio Quente Resorts, complexo de pousadas, hotéis e flats que fica a 27 quilômetros do centro. E o Rio Quente Resorts, por sua vez, é sinônimo de piscina – quente, claro, já que sua temperatura sempre beira os 37°, e de água natural, vinda da nascente, cheia de propriedades positivas.

viajar-com-bebes-to-go-blogs-familia-em-ferias
Rio Quente Resorts: diversão para todas as idades. Imagem: divulgação.

3) RESORTS PARA BEBÊS
Acessibilidade. Esta é a palavra que você deve buscar em um resort. Por mais que eu ame o Club Med de Trancoso jamais o indicaria para quem viaja com bebês… O trabalho de ir para a praia não vale. Por isso, na hora da reserva, telefone. Pergunte absolutamente tudo: tem banheirinha? Tem berço? Tem cozinha do bebê? Tem equipe de baby-sitter? Tem muita escadaria? Tem piscina de sossego, sem barulho de som? Como é a praia em frente? Etc, etc, etc… Gosto muito dos Iberostar na Praia do Forte – planos e muito bem equipados para atender essa faixa etária. Mas o campeão é o Transamérica Comandatuba, com uma excelente equipe de baby sitters, ideal para quem quer colocar o bebê para dormir e jantar sossego.

viajar-com-bebes-to-go-blogs-familia-em-ferias
Transamerica Resort Comandatuba. Imagem: divulgação.

4) HOTÉIS-FAZENDA PARA BEBÊS
Bebês amam bichinhos de fazenda! Vaquinhas, cavalos, porcos, galinhas… Uma festa caipira. Há ótimos por todo o Brasil, especialmente no interior de São Paulo e Minas Gerais. Recomendo o Dona Carolina, em Itatiba, que alia conforto e essas atrações que encantam. Veja mais hotéis fazenda confortáveis nesta reportagem.

viajar-com-bebes-to-go-blogs-familia-em-ferias
Fazenda Dona Carolina. Imagem: divulgação.
viajar-com-bebes-to-go-blogs-familia-em-ferias
Fazenda Dona Carolina. Imagem: divulgação.

5) ESTÂNCIAS PARA BEBÊS
Cidades calminhas e pacatas com pousadinhas charmosas e a poucos quilômetros de sua cidade são perfeitas para escapadas rápidas. Para quem mora no Rio, Teresópolis e Conservatória são boas opções. Para quem mora em São Paulo, Atibaia, Serra Negra, Lindóia, São Roque e São Francisco Xavier têm muitas opções de hospedagem. E tranquilidade.

viajar-com-bebes-to-go-blogs-familia-em-ferias
Natureza e tranquilidade em Atibaia. Shutterstock_Edu Silva 2ev

dica to go travel

A melhor praia para criança pequena é aquela que fica perto de uma cidade grande com infraestrutura, médico, etc. Guarde Fernando de Noronha e Jericoacoara para a fase em que o sistema imunológico já estiver bem consolidado.

Bettina Monteiro
Bettina Monteiro

Jornalista, começou a carreira descobrindo o Brasil para os Guias Quatro Rodas e participou da criação das revistas Viagem e Turismo e Próxima Viagem, e do portal ViajeAqui, da Abril Mídia. Há 12 anos, desde que nasceu sua filha Lulu, não há cidade, resort, parque ou cruzeiro que escape à sua dedicação em encontrar experiências perfeitas para viagens em família.