Home > Turista Curioso > Para se apaixonar por Pequim, alugue uma bicicleta
16 de maio de 2017

Para se apaixonar por Pequim, alugue uma bicicleta

A linha entre amar ou detestar uma cidade pode ser extremamente tênue e um pequeno detalhe pode mudar tudo. Em Pequim, esse detalhe pode ter duas rodas e ser movido pela força das suas pernas.

Aluguel de bicicletas em Pequim
Foto: N K/Shutterstock

A minha passagem pela capital da China era apenas um pit stop de ida e volta durante a viagem pela Coreia do Norte, mas aproveitei e marquei 4 dias nela em cada parada. Oito dias, portanto.

Na manhã seguinte à chegada na cidade, ainda destruído pelas infinitas horas de voo, levantei cedo, olhei o mapa e pensei “Hm… acho que dá para caminhar entre várias atrações”.

Depois de ir de ônibus até a Praça da Paz Celestial e visitar a Cidade Proibida, resolvi ir até o Parque Olímpico. Eu sabia que ali não daria para fazer tudo a pé, mas achei que poderia caminhar até uma estação de metrô que parecia estar próxima.

Um longo tempo de pernada depois, cansado, completamente ensopado de suor (era início de setembro, ainda no calor do verão) percebi que eu estava muito errado na minha conclusão.

O mapa que eu havia visto não dava a real dimensão da cidade. Cada quadra parecia ter quilômetros, e a tal estação de metrô não chegava nunca. Quando chegou, começou uma nova peregrinação.

O metrô de Pequim é tão imenso quanto a própria capital chinesa. Isso significa que o tempo de cada viagem dentro dele é muito longo, piorando quando você tem que fazer conexão, porque várias estações exigem caminhadas enormes entre elas.

O resultado foi previsível: no fim do dia, eu estava um bagaço. Voltei para o hostel, jantei e dormi cedo, com a certeza de que Pequim seria uma experiência terrível que eu teria que encarar por mais 7 dias inteiros.

Aluguel de bicicletas em Pequim
Elas não estavam organizadinhas assim e nem perto disso, mas tudo bem (foto: Roman Sigaev/Shutterstock)

Então, na manhã seguinte, vi algumas bicicletas acorrentadas na frente do hostel e perguntei se elas eram para alugar. Com a resposta afirmativa, resolvi arriscar e peguei uma para mim.

Foi quando eu comecei a mudar de lado na linha citada lá em cima.

As distâncias gigantescas já não pareciam mais tão grandes. O calor do verão tinha sido suavizado pela brisa no rosto. A demora para chegar de um ponto a outro havia virado pó. Até a tranqueira dos carros nas ruas (que eu tinha experimentado de ônibus) havia se tornado um caminho aberto.

De alguém que estava detestando Pequim, passei a ser um apaixonado pela cidade.

Aluguel de bicicletas em Pequim
Que saudade que dá (foto: GuoZhongHua/Shutterstock)

Reservei minha bike por todos os dias restantes. Com ela descobri uma capital chinesa fantástica, com ciclovias que tinham a largura de ruas inteiras, por onde pedalei por horas sem parar, por quilômetros sem descanso.

Só deixei a magrela em raros momentos, quando a distância era realmente complicada (como, por exemplo, na visita ao Palácio de Verão, a 16 km do hostel, quando ela ficou na porta do metrô). De resto, pedalava o tempo inteiro, tocando minha buzininha para avisar às pessoas que o Senhor Felicidade estava passando.

Hoje morro de saudades daquela sensação de pedalar por Pequim. É certo que talvez aquilo não tivesse sido tão bom se eu não tivesse tentado caminhar no primeiro dia e experimentado a opção ruim.

Mesmo assim, recomendo a todos que vão para a China: se você quiser ficar do lado dos apaixonados, alugue uma bicicleta em Pequim.

(Em tempo: minha alegria era tanta pedalando que nem me preocupei em fazer fotos, então a única que tenho é esta abaixo, faceiro esperando o semáforo para ciclistas abrir.)

Aluguel de bicicletas em Pequim
Só tinha eu de feliz nesse cruzamento (foto: @gabebritto)

dica to go travel

Se você também quiser alugar uma bicicleta em Pequim, veja algumas recomendações:
• Pergunte se o seu hotel oferece o aluguel delas, isso é muito comum e pode ser mais fácil para você;
• Tenha sempre uma corrente e um cadeado para os momentos em que precisar deixar a bicicleta sozinha;
• Se houver algum estacionamento de bicicletas, prefira deixar a sua bike neles ao invés de deixar na rua;
• Pedale com muito cuidado e defensivamente;
• Se possível, use equipamentos de segurança (eles nem sempre são fáceis de encontrar);
• Não faça movimentos bruscos, o trânsito pelas ciclovias também pode ser intenso e pode haver alguém do seu lado;
• Use a buzina/sineta sempre que for passar por pessoas ou outras bicicletas (ou seja: o tempo todo);
• Respeite a sinalização.

Passagens aéreas para Pequim

Hotéis em Pequim

Gabe Britto
Gabe Britto

Gabriel não se intimida com distâncias enormes, nomes de lugares que ninguém nunca ouviu falar, cardápios incompreensíveis. Mais do que viajar, ele adora pesquisar curiosidades exóticas e extraordinárias ao redor do mundo – e, claro, conferir de perto (e sem pressa) suas descobertas.