Home > Turista Curioso > 10 lindos desertos para a sua próxima viagem
20 de dezembro de 2016

10 lindos desertos para a sua próxima viagem

Você já parou para pensar quantos desertos existem no nosso lindo planetinha? Eu parei, mas não encontrei informações confiáveis. O melhor que achei indica apenas o percentual que estas imensidões vazias ocupam da nossa superfície seca: 20%, espalhado por todos os continentes, segundo a National Geographic Society. É um monte de espaço.

Deserto de Sonora, que se divide entre EUA e México (foto: iStock/tonda)
Deserto de Sonora, que se divide entre EUA e México (foto: iStock/tonda)

E você já pensou em visitar um deserto nas suas férias? Se não pensou porque acha que eles são apenas lugares quentes com dunas de areia, sem nada para ser visto, sinto dizer que você está enganado.

Ainda que Hollywood tenha nos ensinado isso, a mesma National Geographic diz que apenas 10% deles são assim. Entre os outros 90% estão desertos variadíssimos, que podem ser quentes ou frios, cobertos de areia, gelo e até sal, podem ter lindas montanhas ou nenhuma elevação, podem ter praias ou cidades ao seu redor, podem ser vazios ou habitados (mais ou menos 1 bilhão de pessoas vivem neles) e por aí vai.

E acredite: todos têm alguma beleza e muitos são lindíssimos, com paisagens totalmente diferentes do que estamos acostumados a ver e com habitantes fantásticos, adaptados às dificuldades de viver em lugares tão secos e áridos.

Quer uma prova disso? Eu dou algumas aqui embaixo.

Atacama – Chile

Um clássico da América do Sul. Se você ainda não foi, vá. É lindo, facinho (fica aqui do nosso lado!) e tem um visual cheio vulcões que eu não sei se você encontra em outro por aí.

Salar de Atacama no fim da tarde (foto: iStock/Sara Winter)
Salar de Atacama no fim da tarde (foto: iStock/Sara Winter)

Spiti – Índia

Um deserto no meio do Himalaia, no norte da Índia, mais precisamente no estado de Himachal Pradesh. Parece cenário de filme – mas filme de monges budistas, é claro.

Ohmmm... (foto: 4ocima / Wikimedia Commons / CC BY 2.0)
Ohmmm… (foto: 4ocima / Wikimedia Commons / CC BY 2.0)

Saara – Vários países da África

É o maior deserto quente do mundo. Apesar de ser clichê, eu garanto: a paisagem é muito mais do que linda. Aquela imensidão de dunas sem fim é enlouquecedora. Tente dormir em algum acampamento (o Marrocos é ótimo para quem procura isso).

Um mar de areai (foto: Unsplash / Pixabay / domínio público)
Um mar de areai (foto: Unsplash / Pixabay / domínio público)

Wadi Rum – Jordânia

Se você já viu algum filme com história passada em Marte, certamente já viu Wadi Rum, porque ele é a locação de 10 entre 10 obras com o tema. É uma paisagem surreal, que mistura areia e montanhas lindas. Recomendo com todas as minhas forças e recomendo que você durma lá também.

Foto: iStock/FedevPhoto
Se bobear, você encontra o Matt Damon perdido aí (foto: iStock/FedevPhoto)

Deserto da Arábia – Arábia Saudita, Emirados Árabes, Catar, Iêmen, Omã

É o 4º maior deserto do mundo, fica na Península Arábica e é facinho de ser visitado desde qualquer dos Emirados Árabes ou do Catar. É uma boa alternativa para quem quer ver um lindo deserto quente e de dunas a partir de uma grande cidade.

to_go_blogs_viajante_hiper_Dubai
Foto: iStock/franckreporter

Deserto da Namíbia – Namíbia

Um dos desertos mais fotogênicos do mundo, ao menos na região de Deadvlei. Filtro no Instagram? Para quê?

Foto: iStock/Tiago_Fernandez
Chuva, só se for de corações no seu Instagram (foto: iStock/Tiago_Fernandez)

Tabernas – Espanha

Sim! Existem desertos na Europa! Não são muitos, é verdade, mas eles estão lá, espalhados por Itália, Sérvia, Polônia, Bulgária, Islândia e Espanha, onde fica este aqui, o Tabernas. Não por coincidência ele está na região da Almería, a mais seca do continente.

Difícil acreditar que isso é Europa, mas é (foto: Colin C Wheeler / Wikimedia Commons / CC BY-SA 3.0 ES)
Difícil acreditar que isso é Europa, mas é (foto: Colin C Wheeler / Wikimedia Commons / CC BY-SA 3.0 ES)

Monument Valley – Estados Unidos

Outro clássico dos desertos. Já apareceu em vários daqueles filmes onde um sujeito está viajando com seu carro e, de repente, acontece alguma falha mecânica e a trama começa. Falando nisso, lembre-se de fazer uma boa revisão no seu carro e de encher o tanque antes de sair do hotel, se sua road trip passar por ele. E leve água e mantimentos também.

Se o seu carro estragar por aqui, procure as câmeras, porque só pode ser um filme (foto: Huebi / Wikimedia Commons / CC BY 2.0 DE)
Se o seu carro estragar por aqui, procure as câmeras, porque só pode ser um filme (foto: Huebi / Wikimedia Commons / CC BY 2.0 DE)

Pinnacles Desert – Austrália

A Austrália é quase virada num grande deserto, já que 35% do território dela poderia ser considerado assim. Mas vamos focar num lugar apenas (e que já apareceu neste blog), o Pinnacles Desert. Dá uma olhada no visual marciano no negócio. Vale a viagem.

Com esse sol e esse tom vermelho, fica ainda mais estranho (foto: iStock/Imagvixen)
Com esse sol e esse tom vermelho, fica ainda mais lindo (foto: iStock/Imagvixen)

Dasht-e Loot – Irã

Não existe uma unanimidade entre os cientistas na hora de definir qual é o ponto mais quente do nosso planeta. Mas o Dasht-e Loot, perto de Kerman, no Irã, sempre aparece nas listas de opções. O motivo? Um equipamento da NASA já mediu nada menos que 70 °C nele.

E o bônus deste deserto é: ele fica no maravilhoso Irã (foto: iStock/pawopa3336)
E o bônus deste deserto é: ele fica no maravilhoso Irã (foto: iStock/pawopa3336)

Apesar de todo este calor, é possível visitar o Dasht-e Loot, numa bela aventura por aquele que certamente é o deserto mais bonito entre os mais quentes do mundo.

dica to go travel

Essa dica já apareceu por aqui algumas vezes, mas nunca é demais repetir: quando for visitar lugares extremos, sempre busque o máximo de informações necessárias e, se for obrigatório, não deixe de contratar um guia ou um tour. Segurança em primeiro lugar.

Passagens aéreas para Santiago, Nova Delhi, Marrakech, Amã, Abu Dhabi, Málaga, Tucson e Sydney

Hotéis em Santiago, Nova Delhi, Marrakech, Amã, Abu Dhabi, Málaga, Tucson e Sydney

Gabe Britto
Gabe Britto

Gabriel não se intimida com distâncias enormes, nomes de lugares que ninguém nunca ouviu falar, cardápios incompreensíveis. Mais do que viajar, ele adora pesquisar curiosidades exóticas e extraordinárias ao redor do mundo – e, claro, conferir de perto (e sem pressa) suas descobertas.