Home > Turista Curioso > 10 países mais felizes do que imaginamos
11 de abril de 2017

10 países mais felizes do que imaginamos

Recentemente o mundo ficou sabendo que a Noruega é o país onde as pessoas vivem mais felizes. Quem garantiu isso foi o World Happiness Report, um estudo que a ONU faz e divulga todos os anos desde 2012, baseado em aspectos bem variados das vidas das populações.

to-go-blog-familia-em-ferias-aventuras-brasil
O país desta foto está entre os mais felizes, vá até o final do post para descobrir qual é (foto iStock/ttdesigns)

Como sempre, os campeões não nos impressionam: é esperado que países desenvolvidíssimos ofereçam qualidade de vida para os seus habitantes (e também para os seus visitantes, que é o que importa neste blog).

Mas olhando mais para baixo no ranking, temos algumas ótimas surpresas que batem de frente com o que, geralmente, pensamos de certos lugares. Nações que, no fim das contas, são bem mais felizes do que os noticiários nos levam a acreditar.

Fiz uma seleção dos que mais me chamaram a atenção. Tem boas ideias de viagem aqui.

Argélia – 53º colocada

Os argelinos são nada menos que os mais felizes de toda a África, ganhando dos países campeões em turismo no continente: Marrocos (o mais visitado, mas apenas o 84º em felicidade), África do Sul (101º), Egito (104º) e Tunísia (102º).

A mediterrânea Algiers, capital da Argélia (foto: Shutterstock/Dmitry Pichugin)
A mediterrânea Algiers, capital da Argélia (foto: Shutterstock/Dmitry Pichugin)

É verdade que a Argélia vem enfrentando problemas sérios de segurança, mas até mesmo os governos dos Estados Unidos e do Reino Unido concentram seus alertas em regiões específicas, inclusive deixando claro que a capital, Algiers, e outras cidades importantes são suficientemente seguras.

Catar – 35º colocado

Temos uma tendência a achar que os países do Oriente Médio são tão cheios de regras que a vida neles é complicada demais para ser muito boa. O Catar (e vários outros na região, na verdade) mostra que nem sempre é assim. O país ficou à frente de vários europeus em felicidade.

A incrível Doha, capital do Catar (foto: Shutterstock/Aleksandar Kamasi)
A incrível Doha, capital do Catar (foto: Shutterstock/Aleksandar Kamasi)

Costa Rica – 12ª colocada

Não, eu nunca imaginei que os costa-riquenhos fossem infelizes. Como poderiam ser, com um país tão cheio de natureza e tanto mar ao seu redor?

Pura vida (foto: Shutterstock/Simon Dannhauer)
Pura vida (foto: Shutterstock/Simon Dannhauer)

O que me chamou a atenção foi a posição da Costa Rica, quase nos top 10, se consagrando como o lugar mais feliz das Américas e ganhando de pesos-pesados da economia e do turismo mundial. É pura vida, como dizem os felizes locais.

Uzbequistão – 47ª colocado

Eu já sou bastante vacinado em relação à percepção negativa que, em geral, temos dos países terminados em ÃO. Já aprendi que eles são lugares muito melhores e com pessoas infinitamente mais interessantes e queridas do que muitos de nós imaginam.

Foto: iStock/alsem
Foto: iStock/alsem
Foto: iStock/Zhan Tian
Foto: iStock/Zhan Tian

O que me chamou a atenção aqui foi ver um destes países à frente da Itália (48º colocada), tão famosa por seus habitantes que sabem aproveitar a vida. Talvez devamos visitar e aprender mais com os uzbeques.

Turcomenistão – 59º colocado

Este me saltou aos olhos. Confesso que, apesar da minha vacina citada acima, eu esperava menos do Turcomenistão, por ser governado por um ditador tão megalomaníaco quanto os Kim norte-coreanos. Errei feio e fiquei com ainda mais vontade de ir para lá.

Um turcomeno felizão (foto: Shutterstock/velirina)
Um turcomeno felizão (foto: Shutterstock/velirina)

Cazaquistão – 60º colocado

Não me surpreendo com a felicidade dos cazaques, não. Coloquei aqui apenas para causar uma surpresa aos fãs do impagável Borat. O Cazaquistão é infinitamente melhor do que aparece no filme.

Astana, a capital dos cazaques (foto: Shutterstock/evgenykz)
Astana, a capital dos cazaques (foto: Shutterstock/evgenykz)

Bolívia – 58ª colocada

Veja só, nossa querida Bolívia, o país com o menor índice de desenvolvimento humano da América do Sul, aparece como um lugar mais feliz do que dois vizinhos (Peru e Paraguai, 63º e 70º respectivamente) e do que vários europeus. Que tal ir para lá descobrir o motivo?

O Uyuni transformado num espelho (foto: iStock/shinnji)
O Salar de Uyuni, uma das maravilhas da Bolívia (foto: iStock/shinnji)

Moldova (ou Moldávia) – 55º colocada

A pequena Moldova (que também pode ser chamada de Moldávia) é o país com o menor índice de desenvolvimento humano da Europa e um dos menos visitados pelos zilhões de turistas que invadem o continente a cada ano. Mesmo assim, está à frente de muitos colegas europeus em felicidade. Vamos olhar mais para aquele lado do mapa?

Vista aérea de Chisinau, capital do país (foto: Shutterstock/Calin Stan)
Vista aérea de Chisinau, capital do país (foto: Shutterstock/Calin Stan)

Emirados Árabes Unidos – 21º colocado

A imagem dos Emirados Árabes Unidos é a de um lugar extremamente cosmopolita, o que sempre me leva a pensar que é um lugar de pessoas felizes (a troca de culturas sempre me parece positiva). Por isso não me surpreendi com a posição dele como o campeão do Oriente Médio. O que me surpreendeu foi o fato dele estar à frente do próximo país deste post.

to_go_blogs_viajante_hiper_Dubai
A cosmopolita Dubai (foto: iStock/franckreporter)

Brasil  22º colocado

Eu não poderia terminar esta lista sem essa surpresa. Somos o 22º país mais feliz do mundo, mesmo com tudo que sabemos que acontece todos os dias nas nossas vidas. Você já pensou em conhecer melhor este destino de viagem?

Foto: istock_globalpics
Sim, estamos na lista (foto: istock/globalpics)
Foto: istock_jeilson-barreto-de-andrade
Foto: istock/jeilson-barreto-de-andrade
to-go-blogs-familia-em-ferias-fugir-do-carnaval-com-crianças
Foto: iStock/Willbrasil21

dica to go travel

Dê uma olhada na lista dos países mais felizes do mundo (baixe aqui). Dependendo das suas expectativas, você também vai se surpreender e talvez termine leitura com um novo destino na cabeça.

Passagens aéreas para Argel, Doha, San José, Tashken, Astana, La Paz, Abu Dhabi e Rio de Janeiro

Hotéis em Argel, Doha, San José, Astana, La Paz, Abu Dhabi e Rio de Janeiro

Gabe Britto
Gabe Britto

Gabriel não se intimida com distâncias enormes, nomes de lugares que ninguém nunca ouviu falar, cardápios incompreensíveis. Mais do que viajar, ele adora pesquisar curiosidades exóticas e extraordinárias ao redor do mundo – e, claro, conferir de perto (e sem pressa) suas descobertas.