Home > Turista Curioso > Atrações fora do comum em Paris
27 de junho de 2017

Atrações fora do comum em Paris

Paris recebe 18 milhões de turistas estrangeiros por ano, por isso é a terceira cidade mais visitada do mundo, perdendo apenas para Bangcoc e Londres.

Torre Eiffel
Paris: ainda tem muita coisa fora dos guias aqui (Foto: Iakov Kalinin/Shutterstock)

Os nomes dos seus bairros são ditos por viajantes com a mesma naturalidade com que falam dos bairros das suas próprias cidades, mostrando que ela é quase como a casa de todo esse pessoal que passa por lá.

Porém, como em todas as cidades desta série (Los Angeles, Nova York e São Paulo) Paris ainda tem muita coisa para ser vista que não está nos guias mais famosos do mundo.

Quer saber de algumas? Então siga lendo o post.

Les Espaces d’Abraxas e Arènes de Picasso

Eu fiquei sabendo da existência desses lugares há alguns anos e enlouqueci querendo conhecer ambos ao vivo (o que ainda não consegui fazer, por isso as fotos não são as melhores. Procure no Google para ver melhor.)

Atrações fora do comum em Paris
Um dos tantos prédios do Espaces d’Abraxas (foto: Victor Ramon/Shutterstock)
Atrações fora do comum em Paris
Arènes Picasso: repare nos prédios ao fundo, não na fonte (foto: VilleNoisyLeGrand – CC BY-SA 4.0)

Na verdade, eles não ficam em Paris, mas nos subúrbios da cidade, em Noisy-le-Grand, a apenas 15 minutos desde a Gare de Lyon (e mais alguns a pé).

Ambos foram construídos entre o fim dos anos 1970 e o início dos anos 1980 pelos arquitetos Ricardo Bofill e Manuel Nunez-Yanowsky, como uma alternativa aos espaços modernistas criados anteriormente. A ideia era construir espaços de moradia para a população rural e para estrangeiros que estivessem chegando nos arredores da capital.

Atrações fora do comum em Paris
Passagem entre dois prédios (foto: Victor Ramon/Shutterstock)

O resultado ficou tão fascinante e tão parecido com o que imaginamos sobre estados ditatoriais futurísticos que a região já serviu de cenário para dois filmes que tratam justamente desse assunto: Brazil, de 1985, e o famosíssimo Jogos Vorazes.

Sigo torcendo por um voo com escala em Paris para aproveitar e dar um pulo lá.

Petite Ceinture

Preciso confessar que esse lugar está no guia mais famoso do mundo. Mas não é coisa recente, não. Até porque a Petite Ceinture era um local de acesso restrito quando passeei por ela em 2013, ao lado dos meus amigos do excelente blog Paris Lado B – que me apresentaram essa atração.

Atrações fora do comum em Paris
Um trecho da Petite Ceinture (foto: @gabebritto)
Atrações fora do comum em Paris
A Petite Ceinture vista da rua (foto: @gabebritto)

Sabe o High Line, em Nova York? A Petite Ceinture é mais ou menos a mesma coisa: uma linha de trem circular muito antiga (1852) construída acima do nível do solo, desativada há muito tempo (1934) e que aos poucos vem sendo transformada em área de lazer aberta à população. Só que ao invés de NY, o que você tem aos seus pés é a capital francesa.

Atrações fora do comum em Paris
Mapa da Petite Ceinture em 1918 (arte: Chemin de Fer de Petite Ceinture de Paris – Domínio público)
Atrações fora do comum em Paris
Várias pontes pelo caminho (foto: @gabebritto)
Atrações fora do comum em Paris
Não estávamos sozinhos: o pessoal da manutenção estava por lá também (foto: @gabebritto)

Em um dos trechos, ela até passa por cima do Sena. Uma visão bem diferente de um dos rios mais famosos do mundo.

Não deixe de ver essa belezinha ao vivo quando estiver flanando por Paris. Você encontra informações sobre os locais abertos no próprio site de turismo da capital francesa.

Cimetière des Chiens

Visitar cemitérios é uma atividade quase obrigatória em Paris. O Père Lachaise é o mais famoso e outros também valem o passeio, tanto pela beleza quanto pelas pessoas ilustres que estão neles.

Mas se o seu negócio são os bichos, seu cemitério a ser visitado é o Cimetière des Chiens (Cemitério de Cachorros), em Asnières-sur-Seine, a 10 minutos de caminhada da estação Gabriel Péri, na linha 13 do metrô.

Cemitérios de animais não são novidade, mas como qualquer coisa em Paris, o Cimetière des Chiens é absolutamente lindo, com um portão em estilo art nouveau e esculturas que são verdadeiras obras de arte decorando os túmulos (muitas delas com criatividade tocante).

Atrações fora do comum em Paris
Não é uma linda homenagem ao Arry? (Foto: Tommie Hansen – CC BY 3.0)
Atrações fora do comum em Paris
Ok, essa não é uma grande obra de arte, mas várias outras são (foto: Tommie Hansen – CC BY 2.0)

Entre os moradores estão o famoso cão-ator Rin Tin Tin e um cachorro São Bernardo que trabalhava com resgate na neve e, segundo a lenda, salvou 40 pessoas da morte.

Atrações fora do comum em Paris
A túmulo do São Bernardo salvador (foto: Tommie Hansen – CC BY 2.0)

Ah, outros animais também estão enterrados no Cimetière des Chiens. Apesar do nome, não são apenas cachorros que podem passar a eternidade lá.

Atrações fora do comum em Paris
O Mimi, por exemplo, era um gato (foto: Tommie Hansen – CC BY 2.0)

Le Musée du Fumeur

A França já foi considerada “a chaminé da Europa” e fumar era algo praticamente obrigatório para qualquer francês que quisesse ser visto como elegante, chique, moderno etc.

Isso é passado (ainda bem). Os franceses de hoje não fumam mais do que a média europeia, mas os números não assustam o pessoal do Le Musée du Fumeur (o Museu do Fumante), até porque o assunto ali vai bem além do cigarro moderno.

Atrações fora do comum em Paris
Mas eu não vou colocar foto de ninguém fumando, não (foto: Pisit Koolplukpol/Shutterstock)

Esse museu se dedica a mostrar a história do fumo, desde quando os humanos descobriram que inalar a fumaça de certas plantas causava alguns efeitos que pareciam ser bons até a industrialização do cigarro e a perda da sua divindade, passando por índios americanos, saddhus indianos e até Einstein. Tudo através de objetos usados ao longo do tempo, plantas que costumam ser fumadas e cartazes, notícias e outros registros do hábito.

Não sou fumante, nunca fui, mas gosto de história, então fiquei curioso.

Prédios medievais

Se você colocar a cabeça para fora do seu hotel em Paris, provavelmente só vai ver prédios muito antigos ao seu redor. Mas que tal ver prédios antigos mesmo, tipo prédios raros e que estão entre os primeiros da capital francesa?

É isso que você vai ver se for para a Rua François Miron, no bairro Marais, e procurar pelos números 11 e 13.

Ali estão dois prédios medievais, algo que quase não existe mais em Paris. Ambos têm registro do início do século 16 (anos 1500) mas suas fundações podem ser do século 14 (anos 1300), o que os coloca entre os primeiros prédios da cidade.

Atrações fora do comum em Paris
Os prédios medievais de Paris: raros (foto: Wikinade – CC BY-SA 3.0)
Atrações fora do comum em Paris
Mais de perto (foto: Mbzt – CC BY-SA 4.0)

Eles sofreram algumas reformas desde a sua construção (é óbvio, são no mínimo 500 anos de idade, podendo ser 700), incluindo uma camada de material na fachada para esconder as madeiras da estrutura, algo exigido pela prefeitura de Paris em 1607. Mas ambos foram restaurados no fim dos anos 1960, quando voltaram a ter as suas caras originais.

Duas relíquias de Paris que não aparecem nos guias por aí.

Confira mais dicas sobre Paris em nossos Guias de Viagem.

dica to go travel

Outra grande atração de Paris que não aparece em muitos guias são as antigas muralhas da cidade. Quem gosta de história fica emocionado diante delas (que muitas vezes estão em lugares bastante comuns, nas ruas). Vale fazer uma pesquisa.

Passagens aéreas para Paris

Hotéis em Paris

Gabe Britto
Gabe Britto

Gabriel não se intimida com distâncias enormes, nomes de lugares que ninguém nunca ouviu falar, cardápios incompreensíveis. Mais do que viajar, ele adora pesquisar curiosidades exóticas e extraordinárias ao redor do mundo – e, claro, conferir de perto (e sem pressa) suas descobertas.