Home > Turista Curioso > Parques Nacionais pouco visitados na Europa
11 de outubro de 2016

Parques Nacionais pouco visitados na Europa

Gostei tanto de pesquisar e fazer a lista de parques nacionais menos visitados dos EUA (e gostei tanto do resultado, modéstia à parte) que resolvi repetir a dose na Europa.

Dois turistas solitários aproveitando a calma do maravilhoso Parque Nacional Sutjeska, na Bósnia e Herzegovina (foto: iStock/mapraest)
Dois turistas solitários aproveitando a calma do maravilhoso Parque Nacional Sutjeska, na Bósnia e Herzegovina (foto: iStock/mapraest)

Porém, infelizmente, é complicadíssimo descobrir quais são os campeões no quesito, já que a Europa é um calhamaço de países, cada um com sua entidade protetora de parques que nem sempre divulga estes dados e às vezes nem se dá ao trabalho de traduzir suas páginas para o inglês.

Por causa disso, resolvi fazer diferente: fui atrás dos países menos visitados do continente (quase todos na região dos Bálcãs) e escolhi os parques nacionais mais lindos em cada um.

Descobri lugares incríveis, com infraestrutura turística ótima e com sites completos, mas que, mesmo assim, recebem poucos ou praticamente nenhum turista além da população local. Isso não garante que eles sejam os menos procurados da Europa, é verdade, mas as chances são enormes e certamente eles estão bem distantes dos mais concorridos.

Ou seja: pode ir tranquilo. Você provavelmente vai ser um dos raros gringos por lá.

Parque Nacional Djerdap, Sérvia

É um dos parques mais famosos da Sérvia e bastante procurado pela população local, mas ignorado pelos turistas estrangeiros. Tem mais de 600 km quadrados de área (quase o mesmo tamanho de Salvador) e várias atrações que vão desde penhascos lindos até construções históricas – incluindo a fortaleza Golubac, que marca o início dele.

O Danúbio, limite da fronteira do país e também do parque (foto: iStock/SStajic)
O Danúbio, limite da fronteira do país e também do parque (foto: iStock/SStajic)
Se é lindo assim em dia nublado, imagina em dia de sol (foto: iStock/SStajic)
Se é lindo assim em dia nublado, imagina em dia de sol (foto: iStock/SStajic)
O forte Golubac, marcando o início do parque (foto: iStock/lepaliki)
O forte Golubac, marcando o início do parque (foto: iStock/lepaliki)

O Djerdap fica ao longo de vários quilômetros do Rio Danúbio, na fronteira com a Romênia, e é bem facinho de se visitar, já que está a menos de 150 km da capital da Sérvia (Belgrado).

Parque Nacional Kopaonik, Sérvia

Outro lugar bastante procurado pela população local, principalmente no inverno, quando suas fantásticas montanhas viram um excelente destino para quem gosta de esquiar e coisa e tal.

Pouco lindo (foto: iStock/Tartalja)
Pouco lindo (foto: iStock/Tartalja)
No inverno, quando a procura aumenta (foto: iStock/Kisa_Markiza)
No inverno, quando a procura aumenta (foto: iStock/Kisa_Markiza)
Passear por aqui deve ser uma beleza, não? (foto: iStock/ZekiTJM)
Passear por aqui deve ser uma beleza, não? (foto: iStock/ZekiTJM)

Fica na fronteira com o território do Kosovo, que é parcialmente reconhecido como um país independente, mas ainda sofre resistências – principalmente dentro da Sérvia, é claro.

São 270 km desde Belgrado e pouco menos do que isso desde Pristina, capital do Kosovo. Você escolhe por onde quer chegar, mas saiba que a entrada em território sérvio direto de Kosovo pode ser complicada ou até mesmo proibida. Busque informações atualizadas e de fontes seguras antes de ir.

Parque Nacional Sutjeska, Bósnia e Herzegovina

Além de ser um parque com paisagens maravilhosas, cercado por verde e montanhas, e com uma reserva que está entre as últimas florestas virgens da Europa, o Sutjeska ainda tem o Memorial Tjentiste, uma das esculturas mais incríveis entre a série de obras erguidas pelos governos comunistas da antiga Iugoslávia para lembrar dos mortos na Segunda Guerra.

Memorial Tjentiste, um dos mais lindos de todos do tipo (foto: dinosmichail)
Memorial Tjentiste, um dos mais lindos de todos do tipo (foto: dinosmichail)
Vista para cima (foto: iStock/bykac)
Vista para cima (foto: iStock/bykac)
Vista para baixo (foto: iStock/mapraest)
Vista para baixo (foto: iStock/mapraest)

Ou seja: em Sutjeska, você passeia por regiões naturais lindíssimas e, de quebra, ainda viaja no tempo, lembrando de um dos tantos períodos tristes da história da Bósnia e Herzegovina.

Para chegar lá, são menos de 100 km de estrada desde Sarajevo, a capital nacional. Ou, se você estiver na Croácia, são 140 km desde a game-of-throniana Dubrovnik.

Parque Nacional Una, Bósnia e Herzegovina

O Parque Nacional Una lembra o famosíssimo Plitvice, na vizinha Croácia, que fica bem perto dele.

Foto: iStock/AlbertoLoyo
Foto: iStock/AlbertoLoyo
Foto: iStock/joyt
Foto: iStock/joyt

A grande diferença está no número de visitantes. Enquanto o parque croata recebe 1,3 milhão de pessoas por ano em busca das suas paisagens de cachoeiras e lagos, o pequeno Una festejou um recorde em 2015 recebendo apenas 50 mil.

Ou seja: é uma paz só.

Foto: iStock/joyt
Foto: iStock/joyt

Para chegar até este paraíso de beleza e tranquilidade, você pode ir desde Sarajevo (pouco mais de 300 km) ou de Zagreb, que fica quase na mesma distância. Se bobear, você ainda passa antes em Plitvice só para valorizar ainda mais a solidão em Una.

Parque Nacional Mavrovo, Macedônia

Montanhas, penhascos, linces, cavernas, um mosteiro de 1000 anos (um dos mais importantes do país, segundo dizem), cachoeiras e até um lago glacial estão entre as maravilhas do Mavrovo, que também é famoso entre a população da Macedônia. No inverno, ele é o lugar para se estar, mas a beleza aparece mesmo no verão.

Vista geral, com o lago Mavrovo embaixo (foto: iStock/JordeAngjelovik)
Vista geral, com o lago Mavrovo embaixo (foto: iStock/JordeAngjelovik)
Foto: iStock/benjaminec
Foto: iStock/benjaminec
Como qualquer lugar do mundo, imbatível no outono (foto: iStock/Rade Lukovic)
Como qualquer lugar do mundo, imbatível no outono (foto: iStock/Rade Lukovic)

São menos de 100 km desde Skopie, a capital do país, em direção à Albânia. Dá para ir facinho.

Parque Nacional Orhei, Moldávia

Único representante nesta lista fora da região dos Bálcãs, o Orhei também é a única reserva nacional do país menos visitado da Europa, a Moldávia, e é um bebê entre os parques: tem pouco mais de 3 aninhos de vida.

Para você ter uma ideia, ele é tão pouco visitado que não tem nem verbete em inglês na Wikipédia, mas compensa essa insignificância com a beleza da sua paisagem natural e também do seu mosteiro.

Foto: iStock/Denis Topal
Foto: iStock/Denis Topal
O parque também tem poucas fotos (foto: iStock/SpVVK)
O parque também tem poucas fotos (foto: iStock/SpVVK)

Para visitar esse parque tão misterioso, basta ir para Chisinau, a capital do país, e subir 50 km em direção ao norte. Pelo menos nisso parece não haver mistério.

dica to go travel

Estes são apenas alguns exemplos, mas a Europa tem centenas de parques nacionais, muitos deles com poucos ou quase nenhum visitante. Faça sempre uma pesquisa antes de embarcar na sua viagem. Você pode passar pertinho de um lugar sossegado desses sem nem saber.

Passagens aéreas para Sarajevo

Hotéis em Sarajevo

Gabe Britto
Gabe Britto

Gabriel não se intimida com distâncias enormes, nomes de lugares que ninguém nunca ouviu falar, cardápios incompreensíveis. Mais do que viajar, ele adora pesquisar curiosidades exóticas e extraordinárias ao redor do mundo – e, claro, conferir de perto (e sem pressa) suas descobertas.