Home > Viajante Hiperconectad@ > As 15 melhores cidades do mundo para viajar
2 de agosto de 2017

As 15 melhores cidades do mundo para viajar

Conheça as Top 15 cidades do mundo para viajar, segundo os leitores da revista Travel + Leisure

Todo ano em agosto sai o resultado do World Best Awards, uma votação tocada durante 4 meses pelos leitores da revista de viagem americana Travel + Leisure. O público elege os melhores do mundo em várias categorias que incluem hotéis, cruzeiros, spas, companhias aéreas, etc. Entre elas, as 15 melhores cidades do mundo para viajar.

Claro que temos que levar em conta que a maioria dos eleitores é composta por norte americanos – o que totalmente explica o eleito 3º melhor hotel (de 100) do mundo ser um “hotel-rancho” de luxo no Wyoming…

Regionalismos à parte, a lista das cidades a seguir é das boas para a sua bucket list.

15. Barcelona, Espanha – nota 89.52
A capital da Catalunha não é inesperada nesta lista. Uma cidade que tem de tudo um pouco: praias lindas e divertidas, festivais incríveis no verão, uma cena cultural fervilhante, o quarteirão gótico que contrasta com a nova cidade que surgiu pós Olimpíadas 1992, Gaudí, Miró… Nem precisava ter uma gastronomia fantástica e ainda ser bacana para viajar com crianças.

15-melhores-cidades-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: Shuttestock_Georgios Tsichlis

14. Udaipur, Índia – nota 89.54
Você já ouviu falar que o Rajastão é a região mais linda e romântica da Índia, certo? Mas Udaipur, ao redor do lago Pichola, é especial. Tem palácios, bazares sensacionais, templos, havelis (as casas tradicionais) como todo o resto do Rajastão. Mas tem também o lago, onde se pode desopilar da loucura da Índia a bordo de um barquinho. Ou até dormir, caso você tenha a sorte de se hospedar no Taj Lake Palace, um real palácio erguido no meio das águas.

15-melhores-cidades-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: Wikimedia/Creative Commons

13. Siem Reap, Camboja – nota 89.57
Foi se o tempo que Siem Reap era apenas a cidade-base para se visitar o inacreditável complexo de templos de Angkor Wat. É uma delícia ficar em Siem Reap, com seus hotéis baratos e cheios de charme, uma “pub street” animadíssima e um ambiente relativamente calmo para o Camboja. E dá até para visitar os templos de bicicleta elétrica. Falo sobre isso neste post.

Angkor, o cartão-postal do Camboja e de Siem Reap (foto: iStock/f9photos)
Angkor, o cartão-postal do Camboja e de Siem Reap (foto: iStock/f9photos)

12. Roma, Itália – nota 89.73
Roma é daquelas cidades onde todo mundo tem de ir uma vez na vida. É uma viagem ao passado – Coliseu, Basílica de São Pedro e Pantheon – mas é também vida real. Observar as pessoas em qualquer piazza, tomar um café de qualidade ou achar aquela trattoria de bairro que fica na memória. E, por que não, ainda ver o Papa?

to-go-blogs-familia-em-ferias-roma
Shutterstock/Javen

11. Santa Fé, Novo México (EUA) – nota 89.94
A capital mais alta dos Estados Unidos – a mais de 2100 metros, aos pés das montanhas Sangre de Cristo – é um quase-México. Fundada como colônia espanhola em 1610 têm arquitetura de pueblo, com edifícios de adobe e Plaza central. Neste cenário, um sem número de museus, galerias e artistas que se mudaram para lá.

15-melhores-cidades-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: Wikimedia/Creative Commons

10. Luang Prabang, Laos – nota 90.10
Na confluência dos rios Mekong e Khan, esta que é uma das cidades mais charmosas do Sudeste Asiático, tem nada menos que 33 templos protegidos como Patrimônio Histórico da Unesco. Monges por todo lado, um misto de arquitetura tradicional com a colonial francesa, estupas douradas, calmaria e ainda restaurantes deliciosos que fazem uma fusão perfeita de gastronomia francesa com a tradicional do Laos. O que faz muita gente nem viajar pelo resto do Laos, mas só fazer um bate-e-volta de Bangkok para lá.

15-melhores-cidades-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: Shuttestock_Wuttichok Panichiwarapun

9. Ubud, Indonésia – nota 90.13
Bali é festa, Ubud é holística. É lá que acontece, por exemplo, o maior festival de yoga e meditação do mundo. Mas ficou conhecida mesmo depois do best seller Comer, Amar e Rezar. Foi ali que aconteceu a parte do amar do livro de Elizabeth Gilbert.

15-melhores-cidades-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: Wikimedia/Creative Commons

8. Cidade do Cabo, África do Sul – nota 90.24
Dizem que se parece com o Rio de Janeiro. Sim, tem praia, floresta e também um multiculturalismo ímpar. Sem mencionar os vinhos…

15-melhores-cidades-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: Shuttestock_Gimas

7. Hoi An, Vietnã – nota 90.31
É a cidade mais amada do Vietnã. E eu explico por que neste post.

15-melhores-cidades-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: Wikimedia/Creative Commons

6. Oaxaca, México – nota 90.41
Se você acha que comida mexicana é boa, experimente a de Oaxaca, a 461 km da Cidade do México. A capital gastronômica do país ganha os visitantes pelo estômago. Nem precisava ser linda assim, com sua arquitetura colonial, nem ser tão autêntica e artística.

15-melhores-cidades-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: Wikimedia/Creative Commons

5. Florença, Itália – nota 90.75
A cidade do Renascimento, dos Médici, da Ponte Vecchio, da Galeria Uffizi. E até dos melhores gelato da Itália. Florença é outro lugar que não pode deixar de ser visto na vida.

15-melhores-cidades-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: Shuttestock_TTphoto

4. Kioto, Japão – nota 91.13
A antiga capital do Japão é a antítese da modernidade do resto do país. São cerca de 1000 templos budistas, casas de chá centenárias e restaurantes tão tradicionais quanto excelentes, alguns em casas típicas de madeira e com jardins internos. Sem mencionar que é a melhor cidade do Japão para ver as cerejeiras em flor.

15-melhores-cidades-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: Shuttestock_RY CHO

3. Chiang Mai, Tailândia – nota 91.40
Mesma coisa aqui: enquanto Bangkok é a moderna, Chiang Mai é a cidade tailandesa para puxar o freio e recarregar a bateria. Ou quem sabe fazer um curso nas muitas escolas de gastronomia de lá. Tem também inúmeros templos, bazares e trekkings para fazer nas florestas do norte do país.

15-melhores-cidades-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: Wikimedia/Creative Commons

2. Charleston, Carolina do Sul (EUA) – nota 91.54
Nos últimos 5 anos, Charleston foi a primeira colocada no ranking das melhores cidades para se viajar nos Estados Unidos e esteve entre as 10 Top do mundo no ranking da T+L. Faz sentido (mesmo para quem não é americano). A cidade é uma espécie de Hoi An das Américas. Linda, cheia de casas históricas, agradável de passear, com hotéis a la mansão da Scarlet O’Hara e uma cena gastronômica bem bacana.

15-melhores-cidades-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: Wikimedia/Creative Commons

1. San Miguel de Allende, México – nota 92.12
É a primeira vez que esta cidade colonial mexicana, patrimônio da Unesco, aparece em primeiro lugar no ranking da T+L. Tem gente que diz que é uma Disneylandia mexicana para estrangeiros e há um pouco de verdade nisso. San Miguel parece cidadezinha de conto de fadas, com ruas de pedra repletas de casas históricas, muitas transformadas em charmosos restaurantes e boutiques. A praça central, El Jardín, está cheia de cafés ao ar livre e, claro, mariacchis fazendo seu show. Na década de 40, a cidade foi descoberta pelos beatniks e artistas; hoje, atrai turistas mais convencionais. Mas ainda assim vale a viagem.

15-melhores-cidades-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: Wikimedia/Creative Commons

Confira mais dicas sobre Europa, Estados Unidos, Barcelona, Roma e Florença em nossos Guias de Viagem.

dica to go travel

Vale à pena olhar com calma o ranking dos 100 melhores hotéis da T+L. Há muita coisa legal por ali.

Passagens aéreas para Barcelona, Roma, Florença, Cidade do Cabo, Kioto, Hanói, Bangkok, Bali e Siem Reap

Hotéis em Barcelona, Roma, Florença, Cidade do Cabo, Kioto, Hanói, Charleston, Bangkok, Bali e Siem Reap

Cindy Wilk
Cindy Wilk

Cindy rodou mais de 40 países, ama praias e desertos, acha a Ásia o continente mais aconchegante do mundo e não pretende parar nunca de viajar para escrever e escrever para viajar. Autora de Endereços Curiosos de Londres (Panda Books) e Volta ao Mundo em 101 Dicas (Ediouro), colaborou para várias publicações de viagem e foi diretora de redação da revista TAM nas Nuvens.