Home > Viajante Hiperconectad@ > 5 lugares para viajar com o Oscar 2016
24 de fevereiro de 2016

5 lugares para viajar com o Oscar 2016

Nova York, Copenhague, Canadá ou Colorado: viagens inspiradas por filmes candidatos ao Oscar 2016

1 – A Wall Street de A Grande Aposta

Infelizmente a Bolsa de Valores de Nova York está fechada para visitação desde 2001, mas vale passar na frente (11 Wall Street) e seguir para o Zuccotti Park, palco do movimento Occupy Wall Street, a algumas quadras de lá. Para quem quer de fato se aprofundar no assunto, há o tour guiado Financial Crisis Tour, com duração de 2 horas e apenas em inglês, que conta in loco histórias dos bastidores dos acontecimentos de 2008 por insiders.

Bolsa de Valores de Nova York (foto: iStock/JavenLin)
Bolsa de Valores de Nova York (foto: iStock/JavenLin)

2 – A Coney Island de Brooklyn

Não há lugar melhor para reviver o Brooklyn dos anos 1950 que a imigrante irlandesa Eilis (Saoirse Ronan) conheceu do que a nostálgica Coney Island. Sim, o Brooklyn mudou bastante e esta praia com vários brinquedos clássicos de parques de diversões entrou em decadência nos anos 1970. Nesta década passou por uma revitalização e é sempre um programa curioso. Não deixe de conhecer a primeira lanchonete da hoje enorme rede de hot dog Nathan’s, famosa pela competição de quem come mais sanduíches, que acontece no Dia da Independência (4 de julho). E de encarar os brinquedos para lá de clássicos: a roda gigante The Wonder Wheel, inaugurada em 1920, e a montanha russa Cyclone, ali desde 1927.

Coney Island (foto: iStock/LeonardoPatrizi)
Coney Island (foto: iStock/LeonardoPatrizi)

Se estiver em Nova York em 18 de Junho, a Mermaid Parade (Parada da Sereia) é quando Coney Island revela toda a sua vocação, digamos, bizarra.

Coney Island durante a Mermaid Parade (foto: iStock/DanielBendjy)
Coney Island durante a Mermaid Parade (foto: iStock/DanielBendjy)

3 – O Colorado fora-da-lei de Os 8 Odiados

Apesar de a maior parte do filme de Tarantino ter sido rodado em estúdio, os exteriores da hospedaria de Minnie existem de fato. Trata-se do Schmid Ranch, rancho familiar aberto desde 1882 nas proximidades de Telluride, cidade com um belo histórico de foras-da-lei na vida real. Como várias outras cidadezinhas do Velho Oeste, Telluride vivia da mineração e hoje é um dos mais charmosos resorts de esqui do estado. Parte do charme está em sua preservada rua principal que provoca a sensação de, a qualquer momento, um dos personagens de Tarantino se materializar na sua frente. Foi lá, inclusive, que Butch Cassidy assaltou seu primeiro banco em 1889.

Rua principal de Telluride (foto: iStock/Dougberry)
Rua principal de Telluride (foto: iStock/Dougberry)

4 – A Copenhague de A Garota Dinamarquesa

A história é fictícia, mas os cenários são bem reais e envolvem uma dúzia de endereços da cidade. O escritório oficial de turismo do país teve a boa ideia de reuni-los neste link. Na página há um mapa para quem quiser fazer um roteiro baseado no filme e registrar no Instagram com #thedanishgirlcopenhagen. Destaque para o lindo Royal Danish Theatre, palco de cenas em que Einar toma consciência de sua feminilidade. Nyhavn, o bairro portuário da cidade, onde o casal do filme mora, também é real, mas foi maquiado para virar um grande mercado.

Nyhavn, Copenhagem (foto: iStock/scanrail)
Nyhavn, Copenhagem (foto: iStock/scanrail)

5 – O Canadá selvagem de O Regresso

Neste caso, a história é baseada em fatos reais. Já os cenários do estado canadense de Alberta, onde Leonardo di Caprio luta pela sobrevivência, são, ao menos hoje em dia, bem menos inóspitos do que o filme leva a crer. Ou melhor: poderiam ser mais inóspitos caso a estrutura turística montada por ali não ajudasse a abrandar as coisas. O Kananaskis Country, nas Rochosas, é uma região que engloba uma dezena de parques nacionais, com áreas de camping, trilhas demarcadas e centros de visitantes. O mesmo vale para visitar as formações rochosas das Canadians Badlands, também em Alberta, com inúmeras opções de hospedagem. De charmosos Bed & Breakfest até tradicionais hotéis de rede.

Kananaskis Country (foto: iStock/tulissidisign)
Kananaskis Country (foto: iStock/tulissidisign)
Cindy Wilk
Cindy Wilk

Cindy rodou mais de 40 países, ama praias e desertos, acha a Ásia o continente mais aconchegante do mundo e não pretende parar nunca de viajar para escrever e escrever para viajar. Autora de Endereços Curiosos de Londres (Panda Books) e Volta ao Mundo em 101 Dicas (Ediouro), colaborou para várias publicações de viagem e foi diretora de redação da revista TAM nas Nuvens.