Home > Viajante Hiperconectad@ > Brasil: Top 5 Parques Nacionais
28 de outubro de 2016

Brasil: Top 5 Parques Nacionais

Tijuca, Iguaçu, Fernando de Noronha, Jericoacoara e Chapada Diamantina: um giro por 5 dos mais belos Parques Nacionais brasileiros

A boa notícia: os Parques Nacionais brasileiros estão sendo mais visitados a cada ano. Em 2015, segundo o ICMBio, mais de 7.1 milhões de pessoas visitaram estas unidades de conservação, um aumento de 8.4% em relação no ano anterior. Parece bastante, mas é praticamente nada quando comparamos com os números dos parques norte-americanos que, em 2015, tiveram nada menos que 307 milhões de visitantes.

O Brasil tem 71 Parques Nacionais, mas nem todos contam com uma estrutura para visitação. Aí vai uma listinha com os meus top 5.

Parque Nacional da Tijuca (RJ)

Totalmente explicável por que é este o parque mais visitado do Brasil, com cerca de 3 milhões de pessoas por ano. Afinal, ele fica bem no meio da cidade. A Floresta da Tijuca, com suas cerca de 100 trilhas, é apenas uma das 4 áreas do Parque, que inclui também a Serra da Carioca – onde estão o Corcovado, Mirante Dona Marta e Vista Chinesa –, a Pedra da Gávea e a Serra dos Pretos Forros.

Foto: istock_felipegoifman
Foto: istock_felipegoifman

A Floresta da Tijuca é a quarta maior floresta urbana do país, mas a maior replantada pelo homem. Mais sobre ela e outros passeios tranquilões pelo Rio de Janeiro, leia aqui.

Foto: istock_cesar-okada
Foto: istock_cesar-okada

Só o fato de se encontrar uma floresta dentro de uma metrópole já valia a menção, mas sendo esta cidade o Rio de Janeiro e, ainda, com a possibilidade de ver mar e cidade lá do alto, gente, vira até covardia.

Parque Nacional do Iguaçu (PR)

É uma pena que tantos brasileiros conheçam as Cataratas do Niagara antes de Iguaçu. Confesso: estou nessa estatística e, vou falar, não tem comparação. A nossa é centenas de vezes mais impressionante. Andar no mais de 1 quilômetro de passarelas e ver de perto as quedas já é incrível.

Foto: istock_rmnunes
Foto: istock_rmnunes

Mas tem muito mais: passeio de barco praticamente embaixo das trombas d’água, rapel, trekkings.

Foto: istock_c_fernandes
Foto: istock_c_fernandes

Sem contar todo o lado argentino do parque, que é totalmente complementar. Super viagem para todo mundo, inclusive para levar as crianças.

Foto: istock_filipefrazao
Foto: istock_filipefrazao

Parque Nacional de Jericoacoara (CE)

Muita gente nem sabe que Jericoacoara hoje é um Parque Nacional – o que dá para entender, já que é um dos mais novos do país, criado em 2002. E, mesmo assim, é o terceiro mais visitado, por mais de 400 mil pessoas por ano. Estão na zona de conservação a famosa Pedra Furada e a Duna do Por do Sol, por exemplo.

Foto: istock_tunart
Foto: istock_tunart
Foto: istock_kovgabor79
Foto: istock_kovgabor79

Além de a vila de Jeri ser uma graça, a região virou um polo forte de esportes radicais, principalmente o kitesurf, que atrai brasileiros e estrangeiros para lá na época de ventos, aliás, agora! Leia aqui mais sobre o kite em Jeri e em outros lugares do mundo.

Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha (PE)

A área de conservação engloba 70% deste arquipélago de beleza quase infame.

Foto: istock_michal_stanoewski
Foto: istock_michal_stanoewski

A saber: algumas das praias mais impressionantes do país estão aqui – Leão, Atalaia; a Baía do Porcos realmente é a imagem e semelhança de lugares como Phi Phi Island, na Tailândia; no Sueste você realmente vai dar de cara com tartarugas gigantes e, sim, ver golfinhos por ali é tão fácil quanto tirar uma foto boa.

Foto: istock_ronaldoguillen
Foto: istock_ronaldoguillen

São apenas 700 os sortudos que podem dormir na ilha a cada noite. Época do ano? Agora está legal, daqui a pouco começa a temporada de surf. E, caso queira passar o réveillon, saiba que é um dos mais caros do Brasil. Mas vale.

Foto: istock_globalpics
Foto: istock_globalpics

Parque Nacional da Chapada Diamantina (BA)

Eu já comparei uma vez a Chapada Diamantina com o Grand Canyon. Me arrependi. A Chapada é mais bela e visualmente muito mais variada e com um cardápio imenso de lugares para explorar.

Foto: istock_jeilson-barreto-de-andrade
Foto: istock_jeilson-barreto-de-andrade

Caminhadas relativamente leves levam para lugares inacreditáveis como o Poço Encantado, a Lagoa Azul. Outras um pouco mais pesadinhas te levam para ver a Cachoeira da Fumaça lá do alto. Mas querendo também dá para fazer trekkings de 5 dias, como o que atravessa o Vale do Pati.

Foto: istock_purpleimages
Foto: istock_purpleimages

Além disso, a Chapada tem várias cidadezinhas que podem ser usadas como base, dependendo do tipo de estrutura que se deseja e de que pedaço do parque você quer atacar. Porque, veja bem, não dá para fazer tudo em uma só viagem a não ser que você passe e mês por lá. Lençóis, a principal, tem mais opções. Mais ripongos ficam no Capão; descolados, no Igatu. E são apenas alguns exemplos para abrir o apetite.

Foto: istock_prosafotoearte
Foto: istock_prosafotoearte

dica to go travel

Quando for a Foz do Iguaçu para ver as o Parque Nacional do Iguaçu, não esqueça de levar seu RG e, caso, seja antigo ou em mal estado de conservação, leve um passaporte. Muita gente esquece que metade do parque fica do lado argentino e CNH não serve para atravessar a fronteira.

Passagens aéreas para Rio de Janeiro, Foz do Iguaçu, Fortaleza e Fernando de Noronha

Hotéis em Rio de Janeiro, Foz do Iguaçu, Fortaleza e Fernando de Noronha

Cindy Wilk
Cindy Wilk

Cindy rodou mais de 40 países, ama praias e desertos, acha a Ásia o continente mais aconchegante do mundo e não pretende parar nunca de viajar para escrever e escrever para viajar. Autora de Endereços Curiosos de Londres (Panda Books) e Volta ao Mundo em 101 Dicas (Ediouro), colaborou para várias publicações de viagem e foi diretora de redação da revista TAM nas Nuvens.