Home > Viajante Hiperconectad@ > Qual a duração ideal de uma viagem?
13 de setembro de 2017

Qual a duração ideal de uma viagem?

A ciência explica, tendo como base os picos de felicidade antes, durante e depois de uma viagem. Conheça curiosas descobertas feitas por pesquisadores

duraçao-de-viagem-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: iStock_littlehenrabi

Aposto que a primeira resposta que lhe veio à cabeça ao ler o título deste post foi: quantos dias eu tiver para viajar, obviamente.

Agora, imagine que você tenha a sorte de não ter de se preocupar com este detalhe. Será que existe uma duração perfeita para viagens e que sirva para todo mundo? Ou ao menos um tempo mínimo que toda viagem deve ter para voltarmos com a sensação de descanso merecido?

Pois muito se pesquisou a respeito e embora ninguém tenha uma resposta definitiva, as várias conclusões parciais podem apontar algum caminho. Veja só que curioso:

Planejar com antecedência traz felicidade. A viagem começa no planejamento e a ciência prova esta tese. Aliás, estudos tocados por pesquisadores de universidades na Holanda e nos Estados Unidos ainda foram mais longe: concluíram que os viajantes pesquisados ficavam mais felizes nas semanas que antecedem as férias do que durante a viagem em si.

duraçao-de-viagem-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: iStock_castenoid

A antecipação nos faz mais feliz do que a retrospectiva. Outra pesquisa realizada na Universidade do Colorado conclui, ainda, que ficamos mais felizes ao pensar na viagem que vai acontecer do que ao lembrar dela depois.

O pico de felicidade acontece no 8º dia de viagem. Foi esta a conclusão a que chegaram pesquisadores da University of Tampere, na Finlândia. O estudo concluiu que viagens muito mais longas que isso nem sempre dão sensação de maior relaxamento.

duraçao-de-viagem-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: iStock_oneinchpunch

O tempo de viagem ideal vai de 7 a 10 dias. Quem chegou a este resultado foi o fundador do Utrip.com Gilad Berenstein, durante as pesquisas preliminares para criar seu site, que usa algoritmos para montar viagens personalizadas. Analisando os dados, ele chegou à conclusão de que viagens mais longas que 10 dias funcionam quando o objetivo é exploração, mas não relaxamento. Pense, por exemplo, em um mochilão de 1 mês pela Europa.

duraçao-de-viagem-to-go-blogs-viajante-hiper
Tem tempo? Que tal viajar de trem pela Europa?Imagem: iStock_thehague

Um dia para cada hora de fuso. Mas se a intenção for rodar meio mundo para chegar a seu destino, então é preciso colocar mais alguns dias na conta. Ou então escolha seu destino com base nisso. Por exemplo: se você tem uma semana de viagem, não vá para algum lugar mais longe que a Europa, onde, no terceiro dia, você já está no fuso. Alguns truques como fazer a hora local desde antes ou tomar suplementos que melhoram a qualidade do sono, como a melatonina, também estão valendo.

E tudo se acaba ao voltar. O mesmo estudo finlandês que apontou o 8º dia como sendo o de pico de felicidade durante a viagem constatou que os efeitos positivos dela simplesmente se acabam após uma semana de volta ao trabalho. Talvez você já tenha percebido isso empiricamente…

duraçao-de-viagem-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: iStock/alice-photo

Hora de planejar sua próxima viagem.

dica to go travel

Jetlag Rooster é uma ferramenta que ajuda a diminuir
o jetlag, monatnado um planejamento de sono para o corpo se acostumar ao novo fuso
horário dias antes da viagem.

Cindy Wilk
Cindy Wilk

Cindy rodou mais de 40 países, ama praias e desertos, acha a Ásia o continente mais aconchegante do mundo e não pretende parar nunca de viajar para escrever e escrever para viajar. Autora de Endereços Curiosos de Londres (Panda Books) e Volta ao Mundo em 101 Dicas (Ediouro), colaborou para várias publicações de viagem e foi diretora de redação da revista TAM nas Nuvens.