Home > Viajante Hiperconectad@ > As 11 melhores lojas de discos do mundo
19 de abril de 2017

As 11 melhores lojas de discos do mundo

Em homenagem ao Record Store Day, saiba quais são as lojas de discos sonho de consumo de colecionadores do mundo inteiro

lojas-de-discos-to-go-blogs-viajante-hiper
Jack Black no filme Alta Fidelidade. Um clássico para os amantes do vinil.

Lembra do disco de vinil? Pode chamar também de álbum, LP, bolacha ou mídia física. Pois para muita gente o disco de vinil nunca morreu e hoje em dia, com a morte anunciada do CD, volta à cena. Com ele, as lojas de discos, que não apenas reaparecem das trevas como também ganharam até uma data comemorativa: o Record Store Day, celebrado dia 22 de abril, há exatos 10 anos. Neste dia, artistas aproveitam para lançar vinis ou músicas inéditas e há um burburinho musical no mundo inteiro. Quer saber quais são as lojas de discos imperdíveis para uma próxima viagem? Vamos lá:

Amoeba Music, na Califórnia, Estados Unidos
É aquele lugar que 10 entre 10 leitores da Rolling Stone sonham ir um dia (se já não foram, obviamente). São três endereços na Califórnia: a pioneira em Berkeley, San Francisco e Downtown Hollywood, em Los Angeles. Tive a oportunidade de ir à de San Francisco, que fica na Haigh Street, aquela do movimento hippie e, vou falar, é impressionante. Tipo um Walmart (em tamanho) só que de discos novos e usados, com staff que sabe das coisas, muitas raridades e até espaço para shows ali mesmo. Há programação especial para o Record Store Day.

lojas-de-discos-to-go-blogs-viajante-hiper
A fachada da Amoeba Music, em LA. Shutterstock/Alex Millauer

Galeria do Rock, em São Paulo
Não é apenas uma loja, mas uma galeria inteira no centrão de São Paulo repleta de lojas de discos, tradição iniciada pela Baratos e Afins, até hoje firme e forte com seus mais de 100 mil vinis. Hoje, São Paulo vive um boom de lojas de discos descoladas – como a Sensorial Discos, na rua Augusta, que é loja mas também balada. Mesmo assim, a tradicional Galeria do Rock ainda é um clássico. Há tours guiados aos sábados.

lojas-de-discos-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: Creative Commons/Wikimedia

12 Tónar, em Reykjavik, Islândia
O que tem de pequena, tem de literalmente barulhenta. Além da melhor coleção de música islandesa e os melhores cafés expresso da cidade, opera também como um selo independente e funciona como um ponto de encontro de músicos.

lojas-de-discos-to-go-blogs-viajante-hiper
O interior da loja. Imagem: Flickr/Tokuyama

Hard Wax, em Berlim, Alemanha
Localizada em uma velha fábrica atrás do canal de Kreuzberg, é o lugar certo para encontrar Djs pesquisando música eletrônica, em todas suas vertentes. A curadoria é excepcional.

The Thing, no Brooklyn, Nova York
Espírito de cão perdigueiro se faz necessário nesta loja de discos de segunda mão com cerca de 1 milhão de vinis empilhados – milhares vendidos a 1 ou 2 dólares. E muito pó. Tem gente que chama de cemitério de discos, outros de mina de ouro. Basta ter paciência.

Rough Trade, em Londres, Inglaterra
Aberta no final da década de 80, era o templo da cultura punk londrina – foi inclusive o selo que lançou os Smiths. Ao longo dos anos, foi mudando de direção para a música Indie. Tem 3 lojas na Inglaterra e recentemente abriu uma em Williamsburg, no Brooklyn. A da Brick Lane, em Londres, promove shows históricos.

lojas-de-discos-to-go-blogs-viajante-hiper
Shutterstock/Burcu Batmaz

Dusty Grove, em Chicago, Estados Unidos
Na mão contrária, esta loja de discos começou online e migrou rapidamente para um espaço físico com o mesmo sucesso e ainda virou um selo. A coleção de música brasileira da loja impressiona.

lojas-de-discos-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: Creative Commons/Wikimedia

New Gramophone House, em Nova Déli, Índia
Talvez seja uma das lojas do gênero mais antigas em funcionamento do mundo. Está no mesmo lugar desde 1930, ou seja, quando a Índia ainda era uma colônia Britânica. Tem gramofones, discos de 7 polegadas e, claro, também coisas mais recentes. Especialmente, trilhas de filmes de Bollywood, música clássica indiana e devocionais. Uma viagem no tempo.

Superfly Records, em Paris, França
Paris tem várias pequenas lojas de discos, mas esta é especial. Especializada em soul, jazz, música brasileira, africana e latina, criou um selo para reeditar tesouros esquecidos.

lojas-de-discos-to-go-blogs-viajante-hiper
Imagem: The Vinyl Factory

Disk Union, no Japão
Difícil contar quantas filiais desta imensa loja há no Japão. Entre no site para ver o que isso significa. A de Shibuya, em Tóquio, é simplesmente colossal, com centenas de milhares de LPs de segunda mão meticulosamente classificados por gêneros.

Waterloo Records, em Austin, Texas
Para terminar esta listinha, não poderia faltar a Waterloo, que está para o Texas como a Amoeba para a Califórnia. Também é imensa e, para fazer jus a tradição de música ao vivo de de Austin, muita gente bacana já tocou por ali. Inclusive o Nirvana, em 1991.

Confira mais dicas sobre a Califórnia, São Paulo, Nova York, Londres, Paris e Berlim e nossos Guias de Viagem.

dica to go travel

O MIS (Museu da Imagem e do Som), em São Paulo, acolhe uma tradicional Feira de Discos desde 2011. Para celebrar a Record Store Day, além de 80 expositores, haverá uma programação especial com palestras sobre colecionismo, selos, lojas, gravadoras e oficina de DJs.

Passagens aéreas para Los Angeles, São Paulo, Reykjavik, Berlim, Nova York, Londres, Chicago, Nova Déli, Paris, Tóquio e Austin

Hotéis em Los Angeles, São Paulo, Reykjavik, Berlim, Nova York, Londres, Chicago, Nova Déli, Paris, Tóquio e Austin

Cindy Wilk
Cindy Wilk

Cindy rodou mais de 40 países, ama praias e desertos, acha a Ásia o continente mais aconchegante do mundo e não pretende parar nunca de viajar para escrever e escrever para viajar. Autora de Endereços Curiosos de Londres (Panda Books) e Volta ao Mundo em 101 Dicas (Ediouro), colaborou para várias publicações de viagem e foi diretora de redação da revista TAM nas Nuvens.