Home > Viajante Hiperconectad@ > As 5 melhores vinícolas de Portugal
18 de agosto de 2017

As 5 melhores vinícolas de Portugal

Um passeio pelas 4 vinícolas portuguesas que você deve visitar em sua próxima viagem à Portugal

dia-dos-namorado-to-go-blogs-familia-em-ferias
Shutterstock_Mikhail_Kayl

Não é preciso entender muito de vinho para aproveitar uma visita a uma vinícola. Portugal é o país perfeito para isso. Terra de paisagens muito variadas e vinhedos milenares, o país tem uma considerável gama de climas, solos e castas de uva – são mais de 250 autóctones. Cada lugar é único, do terroir às histórias das centenárias quintas produtoras. Para provar que o enoturismo está em alta em Portugal, um giro por 4 vinícolas imperdíveis.

Sandeman’s Quinta do Seixo, no Douro

A vinícola onde é fabricado o quase mítico vinho do Porto Sandeman, já valeria apenas pela paisagem: um profundo vale, com encostas inteiramente esculpidas em degraus e o rio Douro correndo lá embaixo. O mais célebre filho da terra, o Porto, ganhou fama no século 18 e a Sandeman foi criada em 1790, curiosamente por um comerciante escocês, que inicialmente importava barricas do vinho para Londres. O programa de visitação é quase teatral: percorre-se corredores fechados e escuros que contam a trajetória da vinícola em audiovisuais e relíquias históricas. Ao final, Porto rosê, tinto e branco são degustados em um ambiente repleto de móveis de design. Com uma imensa janela, revelando o vale lá fora.

vinicolas-portugal-viajante-hiper-to-go-blogs
Imagem: divulgação.

Quinta da Aveleda, no Minho

No norte de Portugal, a 40km do Porto, a Quinta da Aveleda, produz vinhos levíssimos, como o famoso Casal Garcia. Mas a história é densa. A vinícola de 200 hectares, próxima à cidade de Penafiel, região do Minho, é tocada desde 1870 pela família Guedes se bem que a vinícola é do século 16. Membros da família conduzem a visita pela propriedade, que começa pelas plantações e adega. O ápice é o lindo jardim botânico repleto de espécies tropicais, algumas casinhas em estilo oriental e, à beira de um dos lagos, uma janela do século XVI, onde, segundo a tradição, D. João IV teria sido aclamado Rei de Portugal. E, por fim, na sala de provas, onde se degustam alguns dos 16 vinhos verdes da casa. E uma surpresa para os não iniciados: há vinhos verdes tintos e rosês, e não só brancos. O “verde” do nome é apenas sua denominação.

vinicolas-portugal-viajante-hiper-to-go-blogs
Imagem: divulgação.

Caves da Aliança, na Bairrada

Na pequena cidade de Sangalhos, região vinícola da Bairrada – a 40 quilômetros de Coimbra –, a fachada da Aliança parece uma fábrica, mas por dentro é pura extravagância. Trata-se do Aliança Underground Museum, inaugurado em 2010, um circuito subterrâneo pelo interior das caves, que revela uma eclética coleção de obras de arte, gemas, azulejos, fósseis e cerâmicas. Entre eles, estão as fileiras de barris e colunas de garrafas em descanso. Afinal, é ali que se produz de fato o famoso espumante Aliança.

vinicolas-portugal-viajante-hiper-to-go-blogs
Imagem: divulgação.

Casa Cadaval, no Ribatejo

Plana e fértil, a região do Ribatejo é agrícola por excelência. A Casa Cadaval, tem 400 anos de história e 5000 hectares de terras à margem esquerda do rio Tejo. Ali, além de um tour de praxe pela vinícola e das provas de vinhos, tem-se a oportunidade de conhecer uma quinta produtiva. É uma espécie de safári em veículo 4×4, visitando arrozais, campos de eucaliptos, pastos de gado, de cavalos, áreas de vegetação nativa e, claro, vinhedos.

vinicolas-portugal-viajante-hiper-to-go-blogs
Imagem: divulgação.

Confira mais dicas sobre Portugal, Lisboa e Porto em nossos Guias de Viagem.

dica to go travel

Setembro e outubro são a época da vindima, a colheita da uva. É uma ótima época para visitar as vinícolas portuguesas.

Passagens aéreas para Lisboa

Hotéis em Lisboa

Cindy Wilk
Cindy Wilk

Cindy rodou mais de 40 países, ama praias e desertos, acha a Ásia o continente mais aconchegante do mundo e não pretende parar nunca de viajar para escrever e escrever para viajar. Autora de Endereços Curiosos de Londres (Panda Books) e Volta ao Mundo em 101 Dicas (Ediouro), colaborou para várias publicações de viagem e foi diretora de redação da revista TAM nas Nuvens.