Home > Viajante Hiperconectad@ > Réveillon no Brasil: 5 lugares para esquecer do mundo
22 de agosto de 2016

Réveillon no Brasil: 5 lugares para esquecer do mundo

Sempre por esta época do ano já virou meio clichê ouvir a seguinte frase: “E aí? Onde você vai passar o Réveillon?”. Em um ano, digamos, ‘animado’ como este aqui, minha sugestão: longe da muvuca. Segue uma lista preciosa dos lugares mais incríveis – e quase secretos – deste nosso país lindo demais para uma passagem de ano inesquecível.

Boipeba, Bahia
Ao sul de Salvador, a Ilha de Boipeba fica colada a Morro de São Paulo, mas ainda é o paraíso que Morro já foi um dia. Uma vilinha que tem estrutura, diversas pousadas e restaurantes deliciosos, mas ainda mantém aquela atmosfera de lugarejo perdido nos confins da Bahia. Até por que chegar lá ainda é difícil, mas mais difícil ainda é sair.

Foto: iStock_C_Fernandes
Foto: iStock_C_Fernandes

Mais ao sul da vila de Boipeba está a Vila de Moreré. E as praias entre as duas são inacreditáveis de lindas. Moreré é daquelas praias que variam horrores com as marés. É curioso ver os barcos na areia esperando pela água.

Foto: iStock_kovgabor79
Foto: iStock_kovgabor79
Foto: iStock_Martinelli73
Foto: iStock_Martinelli73

Outra vantagem: o povo de Boipeba/Moreré, além de super hospitaleiro, cozinha como poucos. E lagostas estão no cardápio. Além do que é um lugar que tem uma vida noturna calma, porém bacana.

Foto: iStock_C_Fernandes
Foto: iStock_C_Fernandes
Foto: iStock_C_Fernandes2
Foto: iStock_C_Fernandes2

Carneiros, Pernambuco
Ao contrário de Boipeba, Carneiros é uma só praia. Linda, linda. De águas verdes cristalinas e uma igrejinha de cinema para enfeitar.

Foto: iStock_agustavop
Foto: iStock_agustavop

Cem quilômetros ao sul de Recife, muita gente vai parar ali como um passeio à partir de Porto de Galinhas, bem perto. Também vale, mas ficar por lá depois dos barcos irem embora, com a praia só para você, não tem preço.

Foto: iStock_LucVi
Foto: iStock_LucVi

Alter do Chão, Pará
Por incrível que pareça, chegar a Alter do Chão é muito fácil. Basta pegar um táxi de 45 minutos a partir do aeroporto de Santarém. O mais incrível é que, ao chegar a esta praia do Rio Tapajós, parece que você está bem longe de qualquer cidade grande. Não dá para dizer que a vila de Alter do Chão é bonita, mas a faixa de areia que se forma na frente na estação seca (que vai até meados de novembro) é uma praia das boas. No réveillon pode chover um pouco, mas a praia ainda está lá.

Foto: iStock_&#169luoman
Foto: iStock_©

A boa aqui é ficar alguns dias na vila e alugar um barco com cabine para dar umas voltas pela região. Mas mesmo quem quiser ficar apenas nas pousadas e hotéis da vila (há muitos) pode fazer passeios bate-e-volta para lugares lindos ao redor, caminhar pela floresta, ver os lindos botos cor-de-rosa que aparecem no fim de tarde.

Foto: iStock_Brasil2
Foto: iStock_Brasil2

Chapada Diamantina, Bahia
Vamos dizer que praia não é a sua. Então vá para a Chapada Diamantina, no interior da Bahia, uma das paisagens mais dramáticas do nosso país.

Foto: iStock_PurpleImages
Foto: iStock_PurpleImages

Aqui o bom é fazer caminhadas – há inúmeras que podem ser feitas num só dia. Cachoeira da Fumaça, Gruta Azul, Poço Encantado… E outras – para os bravos – que atravessam vales inteiros, como a travessia do Pati, uma jornada de 4 dias.

Foto: iStock_icon72
Foto: iStock_icon72

Há algumas bases para se ficar na Chapada Diamantina, mas a maior e com mais estrutura é bonita e colorida Lençóis.

Foto: iStock_PurpleImages
Foto: iStock_PurpleImages

Ilha do Araújo, Paraty
Taí outro lugar quase secreto. Esta ilha bem próxima ao litoral da Paraty não tem hotéis nem pousada, apenas casas de veraneio (dá para alugar) e uma comunidade caiçara. Pode ser um passeio de barco a partir da Praia Grande de Paraty (muitas pessoas fazem isso). Há um bar que vende cerveja e petiscos num canto da praia. Mas quem quer sossego pode ficar ali mesmo brincando de “ilha deserta”. Com uma vantagem: quando cansar, Paraty está logo ali.

Foto: Cindy Wilk
Foto: Cindy Wilk

dica to go travel

Viajar no Réveillon é sempre mais caro que no resto do ano, todos sabem. Se você, no entanto, tem alguma flexibilidade no trabalho, deixe para voltar dois dias depois. Os preços das passagens despencam.

Passagens aéreas para Salvador, Recife, Santarém e Rio de Janeiro

Hotéis em Boipeba, Porto de Galinhas, Santarém e Paraty

Cindy Wilk
Cindy Wilk

Cindy rodou mais de 40 países, ama praias e desertos, acha a Ásia o continente mais aconchegante do mundo e não pretende parar nunca de viajar para escrever e escrever para viajar. Autora de Endereços Curiosos de Londres (Panda Books) e Volta ao Mundo em 101 Dicas (Ediouro), colaborou para várias publicações de viagem e foi diretora de redação da revista TAM nas Nuvens.